quinta-feira, 31 de março de 2016

O Reino de DEUS entre vós

"O reino de Deus está entre vós..." (Lucas 17:21)



 Cristo Jesus respondeu aos fariseus, quando eles perguntavam sobre a vinda do reino de Deus. O próprio Senhor sendo o Rei dos reis, responde que ele mesmo entre eles, a sua presença entre eles, seria a realidade do Reino de Deus. Há três lições que precisamos aprender com isso. Entendemos pelo contexto, que Cristo estava falando de si mesmo como uma realidade presente. Todo o poder do Reino está em Cristo, o Rei. Ele estava ali, entre os judeus, o poder do reino se manifestou através de Cristo.  A sua presença física, como o"Verbo que se fez carne" estava dando realidade ao reino de Deus. A visão dos fariseus seria um reino politico e um território extensivo. Cristo apresenta-se a si mesmo como o reino manifesto entre eles. A percepção dos judeus não alcançou uma real compreensão, quando Cristo declarou isso. Mas era um fato consumado, de que Cristo era o Rei e com a autoridade sobre todas as coisas, estava exercendo seu domínio de alguma forma. Havia uma realidade do reino, e Cristo era essa realidade. Quem percebia isso? poucos! Como a maneira de Deus trabalhar não é de acordo com as perspectivas filosóficas, politicas e até mesmo teológica dos homens, há sempre alguma dificuldade em compreender os mistérios acerca das coisas espirituais. Os fariseus tinham essa dificuldade, hoje muitos cristãos tem essa dificuldade. O reino de Deus ainda está entre nós, talvez de alguma forma esteja dentro de nós, mas não era isso o que Jesus queria ensinar. De fato, o reino está dentro daqueles que possuem a presença de Cristo, uma vez que a presença dEle é a presença do seu Reino. Essa é a segunda lição! assim como os fariseus não perceberam que Cristo estava afirmando que ele mesmo era o reino de Deus entre eles, nós precisamos aprender que a presença de Cristo já é a presença do reino dentro de nós. Paulo afirmou "Cristo vive em mim"(Gálatas 2:20) Cristo também afirmou: "Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada" (João 14:23) Então de alguma forma, a presença de Cristo é a presença do reino de Deus. Isso deve ser a uma realidade na nossa fé e na nossa experiência.  A presença de Cristo é a presença do Reino. Nesse caso, o texto de Lucas 17:21 pode ser entendido dentro dessa perspectiva também. mas seria necessário uma compreensão mais profunda, porque a presença de Cristo em nós, é condicional a fidelidade aos mandamentos. Não se trata de legalismo, mas de manifestar as realidades espirituais que essa verdade traz para a nossa vida de piedade. A gora deixe-me falar sobre uma terceira lição, o Reino de Deus se faz presente pela presença do Rei, a realidade do reino ganha certa forma, porque já tem território aqui no mundo, na vida e no espaço que cada cristão concede ao Rei. Parece que estamos em um processo, o Reino de Deus, parece vir por etapas, até um estabelecimento completo e definitivo, Ele começa com a presença física de Cristo num âmbito temporal, depois com a presença de Cristo num âmbito espiritual, e finalmente se estabelecerá em plenitude abrangendo o espiritual e o físico. A história da redenção já revelou essas duas realidades, no espaço e no tempo, o verbo se fez carne, Deus se fez carne em Cristo e manifestou uma parte da realidade do reino, depois morreu e ressuscitou e foi glorificado, e manifesta uma outra parte do Reino, e então voltará e juntará todas as realidades para concluir uma plenitude, que é sua presença como Rei dos reis e Senhor dos Senhores, então ouviremos o brado "Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e Ele reinará para todo o sempre" (Apocalipse 11:15)


Pr Clavio Juvenal Jacinto

quarta-feira, 30 de março de 2016

A MODÉSTIA CRISTÃ

A MODESTIA CRISTÃ



A modéstia está fora de moda, ela é considerada como uma virtude ultrapassada, antiquada e fora da moda. Nosso mundo está cada vez mais erótico e  sensual, essa influencia torpe e degenerada invadiu as igrejas. O espiritual foi substituído pelo sensual. Uma mudança gradual vem acontecendo, quase imperceptível aos olhos adormecidos da cristandade moderna. A modéstia foi substituída pelo glamour na maioria das igrejas, e do glamour veio a sensualidade. Roupas curtas a apertadas, fazendo propaganda das genitálias e partes intimas das mulheres, tal devassidão ultrapassa os limites e agora também homens que se dizem cristãos, usam roupas apertadas e sensuais, promovendo o erotismo  e a depravação moral.

Desde o invento do biquíni em 1957 por  Louis Reard, o mundo  se rende ao deus Eros, naquela época, Reard acreditava que o seu invento teria o efeito de uma bomba atômica (Daí o fato de ter chamado de biquíni, as duas peças que compõem a roupa de banho, pois numa localidade chamada de Atol de Biquíni, estavam fazendo testes atômicos) Reard queria promover uma roupa que mostrasse o umbigo da mulher. Naquela época ele teve que contratar uma mulher de boate, para apresentar seu invento sensual, pois mulher alguma da sociedade, mesmo as atrizes não queriam vestir-se publicamente com o biquíni. O fato é que o bikini era visto de modo tão escandaloso que nenhuma mulher decente na frança tinha coragem de usa-lo. Mas os anos passaram, e na década de 1960 veio a  revolução cultural, com ela o sexo livre, a maconha,  a rebelião, e o biquíni se popularizou definitivamente.

Antes disso, no mesmo ano de 1957 a revista “Modern Girl Magazine” publicou uma matéria sobre o biquíni que dizia: “Não é necessário muitas palavras com relação ao biquíni, porque nenhuma mulher com gosto e decência poderia usar tal coisa.” Até então havia guardas nas praias que expulsavam as mulheres ousadas que tinham coragem de entrar em praias publicas vestidas de biquíni.
Mas o biquíni é apenas a ponta do iceberg, porque a sensualidade não está apenas no biquíni, mas em qualquer roupa erótica que promova a sensualidade. Isso inclui saias curtas, roupas transparentes e apertadas, que revelam as partes intimas e sensuais do homem ou da mulher. O crescente aumento de pedofilia, fornicação, adultério, prostituição, tem seus responsáveis em diversos setores, inclusive entre pais irresponsáveis e pastores sem visão espiritual. Quando mães não tratam de dar aos seus filhos trajes decentes e roupas discretas, ajudam aos pedofilos a cobiçarem seus filhos, é isso mesmo,  mães carnais e sem qualquer visão espiritual fazem de seus filhos, propaganda erótica para encherem o coração dos depravados de desejos ilícitos. Eis porque cresce tanto a pedofilia e o sexo pré-maturo, e a prostituição infantil. Olhem quantas crianças e adolescentes desaparecem todos os dias. Uma sociedade que promove a imoralidade transforma o mundo numa verdadeira Sodoma, e a maioria dos cristãos ajudam a promoverem essas abominações. Estou alando isso porque a maior parte das mulheres e homens que se dizem cristãos odeiam ouvir e falar sobre a modéstia. A modéstia virou sinônimo de algo antiquando e ultrapassado.  O padrão não é mais o Espírito Santo mas o Espírito de Jezabel, que opera em atrizes pornôs, atrizes de novelas indecentes e cantores mundanos e sensuais. Esquecem que a modéstia promove a reputação, o respeito, e consequentemente a proteção da família, de nossos filhos e do casamento.

A modéstia é um mandamento bíblico, Paulo ensina em I Timóteo 2;8 e 9: “as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e com modéstia” Com pudor,  a palavra original no grego, denota algo como: “não mostrar as partes sensuais do corpo” Ou seja, o pudor promove o sentimento saudável de ter vergonha de ser erótico e sensual. Não é esse o desejo  que predomina na cristandade atual! Além disso, a bíblia aponta para um referencial santo, na hora da escolha de uma vestimenta: a compostura dos vestidos devem ser como as das santas mulheres de Deus que se adornavam antigamente “ ( Pedro 3:3 a 5) vestir-se como nossos avós? Ou como a Suzana Wesley, a mãe de John Wesley? Vestir-se como Frida Vingren? Como as irmãs de uma geração passada? Isso nunca! Gritam os profanos liberais, isso é vergonhoso, pensam eles, vai causar risos aos olhos dos filhos das trevas. Os filhos do maligno ditam as regras. As mulheres cristãs modernas precisam ter a aprovação dos carnais, dos pecadores e do mundo.  Se as santas mulheres de Deus do passado não são padrão, se os homens santos do passado não são o padrão. Quem é o padrão? as  atrizes sensuais? Marilyn Monroe? Anita Funkeira? Madonna? Rihanna? Beyoncé? Lady Gaga? Pois ao desprezarem a modéstia das mulheres santas do passado as crentes carnais do presente copiaram a sensualidade dessas personagens do mundo secular caído. Aqui não há campo neutro, ou as mulheres santas com pudor e modéstia ou as mulheres mundanas com sensualidade e depravação.
Estudos realizados na universidade de Princeton, USA, demonstraram que os homens que visualizam mulheres com pouca roupa, biquínis por exemplos, tendem a verem elas como objetos a serem usados, e não como pessoas. A moda indecente tem o poder de destruir a habilidade de discernir uma mulher como pessoa e um objeto para consumo pessoal, não sei como reagem as mulheres de um ponto de vista cientifico, porque as experiência foram realizadas em Princeton, com homens expostos a imagens de mulheres de biquínis, de qualquer forma, a falta de pudor abre o caminho para o pecado e ao adultério no coração. Isso por si mesmo já deveria ser motivo suficiente para cultivarmos a modéstia, a pregar sobre ela, a aplica-la em nossa família. Com essa crise doutrinaria que existe hoje, onde lideres descomprometido, pensam mais no materialismo do que nas almas, pouco se fala sobre o assunto.  Mas Paulo nos ensina: “Tu porém fala o que convém, a sã doutrina”.(Tito 2:1) Sei que esse é um assunto desconsiderado hoje em dia. Cristão que prega modéstia é taxado de legalista, ser modesto é ser fora da moda. O mundo é que dita os valores, não a bíblia, e torna-se irônico concluir que tanta gente que quer ir para o céu, não gosta das vestes celestiais (Apocalipse 6:11) pelo contrario, gosta é de vestes curtas e sensuais, carnais e mundanas. O medo de ser reprovados aos olhos do mundo faz com que os “seguidores” do cordeiro sorvam do cálice inebriante da prostituta babilônia, ela que contamina o mundo com sensualidade, ocultismo e financia os mais abomináveis pecados, como vimos em Apocalipse 17.
Finalmente, em época de grande devassidão, o decoro e a decência precisam ser as marcas distintas da noiva de Cristo. Nós não somos chamados a se conformarmos com esse mundo, porém somos chamados a renovarmos o nosso entendimento (Romanos 12:1 e 2) a nossa opinião deve ser sempre reajustada a perfeita vontade de Deus, de outra forma, iremos naufragar na fé.




MODÉSTIA CRISTÃ   PARTE II

A era moderna é uma era intoxicada com a sensualidade da prostituta babilônia, em cinquenta anos, o mundo despiu-se e tornou-se extremamente sensual e erótico. Não é de admirar que hoje em dia, se pratique toda a sorte de abominações, pedofilia, necrofilia e zoofilia, etc e etc.

Cada cristão tem uma escolha, é uma escolha feita pela sensibilidade e temor a Deus, olhe para as imagens abaixo. como na vida moral nao existe campo neutro, a rejeição de um padrão, automaticamente é a adoção de outro padrão. Na primeira imagem, temos uma fotografia antiga ela foi tirada em meados da primeira guerra mundial, são mulheres evangelicas europeias. as demais fotos de atrizes e cantoras mundanas, eroticas, sensuais, carnais celebridades de uma cultura anticristã (Mariliyn Monroe provavelmente suicidou-se)
Irmãs Evangelicas da Europa no periodo da Primeira guerra mundial
Esse é um estilo considerado antiquado, a cultura da santidade é rejeitada
E foi substituida por essa abaixo

A imagem acima é uma propaganda de venda de roupas modernas, uma loja secular, vendendo via internet, essas roupas são chamadas de "moda de Jezabel" confira em:

https://marketplace.secondlife.com/p/StarsFashion-Jezabel-beautiful-outfit/5041663?id=5041663&slug=StarsFashion-Jezabel-beautiful-outfit

Qual padrão as igrejas modernas adotam hoje?

Figura ilustrativa de Jezabel...

Marilyn Monroe. foi um simbolo sexual norte-americano, a imagem do meio é uma foto dela, quando foi encontrada morta...a beleza torna-se mera vaidade...
Lady Gaga, atual cantora americana, em seus clips musicais, pode-se notar símbolos ocultistas e satanicos...

As santas mulheres de Deus não se adornavam e não se vestiam como as mulheres do mundo...Hoje o padrão não é mais as mulheres santas, a modéstia dos santos foi substituída pela falta de pudor das mulheres mundanas...

VEM SENHOR JESUS!!!


Autor: Pr Clavio Juvenal Jacinto
Cx Postal 1
CEP 88490-000
PAULO LOPES SC
BRASIL



TODOS OS CONSELHOS DE DEUS



O evangelho é visto em nossos dias como se fosse um baú de promessas e bençãos, essa é a técnica que se usa como "evangelização" para angariar adeptos ao sistema da cristandade vigente em nossos dias. O evangelho da barganha é uma negociação, o sistema religioso precisa de dinheiro, portanto precisa de muitos adeptos que financiem com dízimos e ofertas. Qual é a estrategia? apresentar o evangelho como um pacote completo de bençãos, prosperidade, isenção de problemas, experiencias espirituais etc. é verdade que encontramos muitas promessas abençoadas nas escrituras, porém a verdade é que além de apresentar muitas bençãos, as escrituras também exigem muitos compromissos. Paulo fala da obediência da fé (Romanos 1:5). Há uma serie de conselhos, princípios, estatutos, regras, mandamentos que precisam ser observados, pois é exatamente nessa direção que um pecador que nasceu de novo deve andar. Gosto muito de uma passagem de Paulo, ele estava discursando com os anciãos de Éfeso, e então ele diz: "Portanto, no dia de hoje, vos protesto que estou limpo do sangue de todos. Porque nunca  deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus" (Atos 20:26 e 27). Hoje em dia, vimos como se fala tanto em receber bençãos, o cristianismo é apresentado como uma religião utilitarista, você pessoas são atraídas por dinheiro e vida boa. Eu não estou dizendo que a vida cristã é um ermo sem vida, porém não há base bíblica alguma para declarar que estamos isentos de problemas. O cristão normal, convertido, que passou pela experiencia do novo nascimento, continua no processo da vida normal. e na vida normal, viver, envelhecer, morrer, é um fato irrefutável. Também a fé evangélica genuína nos leva para grandes desafios, pois somos chamados a confrontar os valores opostos ao cristianismo de forma radical. Há um aforismo que serve muito bem para a questão do nosso testemunho e defesa da verdade: "Defender a fé com moderação, é prestar serviço a mentira" Somos convocados para uma batalha (Judas 3) isso tem suas implicações pessoais. Nem sempre o cristianismo é um mar de rosas, os desafios de um mundo anticristão, são reais, e a menos que queiramos uma religião ilusória e frouxa, teremos que confrontar os valores decadentes de uma geração perversa. O mundo odeia a Cristo e odeia os cristãos. Essa paz que o ocidente experimenta, é um sinal de que a igreja está se moldando com os valores do mundo, e nossas atitudes, pregações e testemunho, não incomodam e não confronta o estilo perverso dessa sociedade pecadora. É impossível que um cristão experimente a santidade celestial, amoldando-se a uma cultura diabólica. O jargão moderno é "Fique rico" e não "Fique santo".  Por falta de pregação bíblica genuína, a maioria dos cristãos modernos se apaixonam pela vida boa, pelo consumismo, pelo mundo. Não anseiam ir embora daqui, pelo contrario querem usufruir de uma vida materialista,e nada mais que isso. Querem uma "religião vida boa", sem compromisso com o testemunho e com a santidade. Hoje é muito difícil você encontrar uma comunidade cristã onde se pregue os conselhos de Deus. Onde se  tenha uma base solida para viver um cristianismo verdadeiro. A igreja moderna é movimentada por um espirito mundano, onde as pessoas não querem ouvir nada que desagrade o ego, que confronte a natureza carnal. Querem ser amigos de Deus mas não querem perdera  amizade com o mundo. As escrituras advertem seriamente sobre esse presente estado de vida espiritual morna e decadente "Não havendo sábios conselhos, o povo cai, mas na multidão de conselhos há segurança" (Provérbios 11:14). Se os conselhos de Deus não forem proclamados, não haverá discernimento. Uma geração de desobedientes gera uma sociedade maligna, mesmo sendo uma geração de evangélicos, ainda assim se foram desobedientes, serão malignos. O pecado sempre produz a malignidade, a perversão e a corrupção espiritual, moral e espiritual, tudo isso é  consequência da desobediência, do  mundanismo e  da apostasia. Infelizmente, o mal uso das escrituras, onde se faz uma seleção das passagens que promete bençãos, e omite-se de proclamar passagens que falam de obediência, zelo e compromisso, quando a igreja está indisposta a ouvir todos os conselhos de Deus, ela perecerá. A sentença para a queles que não dão ouvidos as escrituras é "O que despreza a palavra perecerá, mas o que teme o mandamento será galardoado"(Provérbios 13:13). No antigo testamento, Deus Chamou Jonas, filho de Amitai para ir a Nínive pregar arrependimento. Jonas foi para Tarsis. Aqui está alguém ortodoxo na sua crença e apostata na sua conduta. Por questões opiniosas, o profeta achava que o caminho de Tarsis era mais agradável, a direção correta a tomar. É lógico, que Jonas escolheu servir a Deus pela conveniência pessoal. Sua opinião prevaleceu sobre a vontade de Deus. Todos nós sofremos esse confronto também. As opiniões pessoais, a conveniência, o "Eu acho" prevalecendo sobre as decisões. Isso acarreta consequências terríveis, e hoje muitos "Jonas" que não seguem os conselhos de Deus, mas opinião própria ou a alheia, acabam naufragando na fé, e afundam-se para uma condenação irreversível. As escrituras nos advertem : "Ouve o conselho e recebe a correção, para que no fim sejas sábio" (Provérbios 19:20)

Clavio Juvenal Jacinto

terça-feira, 29 de março de 2016

GERAÇÃO APOSTASIA




A grande tragedia na cristandade, é o surgimento de uma geração de supostos seguidores do evangelho, que querem sentir coisas misticas, ficarem isentos de problemas, ganhar muito dinheiro as custas do evangelho, porém nunca desejam sofrer as aflições como bom soldado de Cristo, não desejam odiar o mundo, negarem-se a si mesmos e muito menos querem ser santo em toda a maneira de viver. O resultado disso será uma grande apostasia, que os enganados chamarão de avivamento, por causa do numero de pessoas que seguirão essas fabulas. (Clavio J. Jacinto)

segunda-feira, 28 de março de 2016

A Tática do inimigo: IMITAÇÃO



Um dos mais sérios assuntos das escrituras, é relacionado a imitação! Desde o principio o enganador tem usado uma terrível tática de enganar os incautos pela imitação. O sobrenatural sempre foi usado pelo inimigo, para enganar e desviar as pessoas da verdade.(Veja Atos 13:4 a 12)  Encontramos nas escrituras muitos exemplos que nos servem como advertência. Em Atos 8:9 a 13, está relatado o caso de Elimas o Magico, que enganava com suas artes magicas, e era considerado como uma "grande virtude de Deus"  mas Paulo vai mais além e diz que o próprio satanás se transfigura em anjo de luz e seus ministros em ministros de justiça (II Corintios 11:14 e 15). Parece que a luta do diabo é aperfeiçoar a imitação ao ponto de enganar com muita eficacia os mais crédulos. Levando em conta a indisponibilidade de estudar as sagradas escrituras, e aplica-las na vida cotidiana, os demônios tem levado muita vantagem nessa condição de ignorância em que as almas tem se submetido. Quando Moisés e Araão confrontaram o Faraó, as escrituras revelam que os feiticeiros do Faraó conseguiram imitar alguns milagres que Arão tinha feito através do pode de Deus. Os magos ocultistas conseguiram imitar dois milagres: As águas que se transformaram em sangues e praga das rãs, assim Moisés relata: "Também os magos do Egito fizeram o mesmo" (Êxodo 7:32) "Então os magos fizeram os mesmos com seus encantamentos..."(Êxodo 8:7) O apostolo Paulo identifica esses magos como Janes e Jambres (II Timóteo 3;8) eram imitadores que conseguiram realizar milagres idênticos, e só a partir da terceira praga  (piolhos) encontramos a informação: "E os magos fizeram também assim com os seus encantamentos, para produzir piolhos, mas não puderam.."(Êxodo 8:18). O propósito do inimigo, é enganar, perverter e desviar os incautos. E hoje, isso se dá da seguinte forma:
Através da ignorância. A falta de discernimento e a falta de conhecimento bíblico equilibrado. Hoje em dia, um numero muito grande de cristãos se orientam através de experiencias e emoções, e não dedicam-se ao estudo contínuo e diligente das escrituras. Depois a situação se agrava por causa da falta de ensino bíblico adequado na maioria dos púlpitos modernos. Somados, isso gera uma geração de crentes ignorantes e fracos, sem conhecimento bíblico adequado, o perigo do engano é iminente e real.
Como a batalha espiritual é algo muito real, a grande tática do inimigo é desviar o maior numero de pessoas possíveis da verdade. O meio mais eficaz que ele encontrou foi a imitação, porque através desse processo, os iludidos pensam estarem servindo a Deus, quando de fato estão sendo iludidos. A imitação de experiencias espirituais, por exemplo, dá ao devoto incauto, uma falsa segurança. Sonhos, revelações, mensagens espirituais provenientes de estados alterados de consciência, profecias e  fenômenos psíquicos e espirituais, podem dar uma falsa impressão, e tem servido como base segura para provar que o movimento, o profeta ou pregador ou a pessoa que experimenta isso, tem a aprovação de Deus, ou ainda tem a presença de Deus. Quanto maior for a ignorância com relação as escrituras, maior será a probabilidade de ser enganado.

Satanás tem duas frentes de batalha, a primeira ele trabalha no mundo para enganar os céticos e intelectuais racionalistas. A negação de Deus, fato comum em meios racionalistas modernos, o ceticismo e a negação do sobrenatural e de um mundo espiritual, tem dado vantagens para o inimigo trabalhar com liberdade em meio ao sistema anti-Deus. Mas há um outro campo de batalha, este se encontra no sistema religioso, que não nega o sobrenatural, isso inclui não somente as religiões pagãs, mas também a cristandade nominal. Nesse campo ele trabalha com a enganação, a imitação, para iludir o maior numero possível de incautos. Estejamos atento para esses últimos tempos, meu conselho é que você leia e estude muito as escrituras e procure frequentar uma igreja cristã que pregue a bíblia com frequência e de modo claro e expositivo.

Pr Clavio Juvenal Jacinto
  

sábado, 26 de março de 2016

A LIÇÃO DAS OSTRAS



Cristo usou varias ilustrações tiradas da natureza, para ensinar lições espirituais. A natureza está cheia de tesouros que enriquecem a nossa vida cristã. Um dos exemplos mais belos, é o das ostras. As outras precisam ser feridas para produzir perolas. Sem sofrimento não existem perolas. Quando uma substancia intrusa entra no interior da ostra como um minusculo grão de areia. A ostra reage e cobre o grão de areia com uma substancia chamada nácar, através desse processo, colocando camadas de nacar sobre o grão intruso e indesejável, a ostra se protege dos ferimentos causados pelo grão áspero. Através desse processo, forma-se a ostra. Uma ostra que não sofre, não pode produzir perolas, porque a perola forma-se através de um sofrimento, de uma dor, de uma extrema dificuldade.

 Assim aprendemos a preciosa lição. Muitas vezes Deus permite que passamos pelas aflições, Ele permite que o grão de areia penetre na nossa alma para nos ferir. Esse sofrimento vem através de uma traição, uma ofensa, um desemprego, uma decepção amorosa, uma dificuldade financeira, uma perda, uma acusação falsa, uma injustiça, um desprezo, enfim, algo que nos traz dor e sofrimento. A intenção do Senhor é que você produza perolas. Não temos que entender o sofrimento, temos que produzir brilho através do sofrimento. Ao permitir o sofrimento, Deus quer que nossa dor seja coberta com a esperança, com a confiança, com a paciência, com a perseverança. Ao olharmos para a nossa volta, vimos como tanta gente questiona o amor de Deus quando seus filhos sofrem. Não entendem os propósitos divinos. Tornam-se improdutivos e rebeldes, porque não aceitam nem o proposito e nem mesmo a vontade de Deus. Mas lembre-se da ostra. Se ela não sofrer, não produzirá perolas. A ostra que não sofre, vida uma vida comum, sem brilho, em produzir nada de especial. Lembre-se daquele hino que diz que os mais belos hinos e poesias foram escritos em tribulação...Na cruz, pela dor intensa e por ferimentos profundos, Cristo também produziu a perola da redenção, a dor é a ferramenta que DEUS usa para transformar coisas simples em coisas especiais. Lembre-se: Deus criou as ostras que fabricam perolas. Qual a lição que você aprende com isso?


Clavio J. Jacinto

Caracteristicas do Verdadeiro Servo de DEUS



Seja um exemplo em todas as coisas e não serás repreendido em coisa alguma.

Os olhos nunca estarão voltados para Deus, se o coração estiver voltado para o mundo.

O maior sacrifício de um homem de Deus é negar-se a si mesmo continuamente.

O homem é chamado por Deus para antes de tudo o mais, libertar-se de si mesmo

Toda a palavra que sair da tua boca traz consigo o peso do teu caráter.

As mascaras da hipocrisia são sempre inadequadas ao coração santificado

Nossa aparência deve ser antes de tudo o reflexo da nossa transparência

O homem que teme verdadeiramente a Deus, não deve temer  a proclamação e a defesa da verdade.

Os verdadeiros profetas de Deus que ousam ser atalaias na multidão, são íntimos de Deus na solidão

Deus não aprova encima dos púlpitos, os homens que são reprovados fora dele

O homem santo e sábio é aquele que na medida em que recebe pedradas, constrói altares.

Pr Clavio J.Jacinto

quinta-feira, 24 de março de 2016

O MUNDO E A VIDA CRISTÃ

É verdade evidente que o mundo está amadurecendo para um juízo, que a iniquidade se multiplicou consideravelmente. É verdade que o mal infesta um mundo que jaz no maligno, que não ficará impune essa geração perversa. É verdade que a corrupção é um problema mundial e uma terceira guerra mundial um fato iminente. É verdade que a tecnologia conduzirá a sociedade para um regime mundial totalitário, que o amor está se esfriando, que as famílias estão sendo destruídas. É verdade que uma dimensão sombria e demoníaca se esconde por trás da falsa ciência, da tecnologia e do conforto, isso pode ser imperceptível porque a sensibilidade da maioria está anestesiada pelo consumismo e pela manipulação midiática e pela lavagem cerebral. Mas a maior verdade, é que você talvez nem sequer tenha a vontade de rejeitar o mundo para servir a Cristo. Sua opinião é que pode-se harmonizar evangelho e o mundo. Cuidado! a maioria das opiniões pessoais, são obras do diabo. Quando você se der conta da realidade, poderá ser tarde demais...Sem uma rendição completa à Cristo, uma obediência incondicional a ELE, o homem nunca experimentará as bençãos da salvação.(Clavio J. Jacinto)

quarta-feira, 23 de março de 2016

A GERAÇÃO DE CRISTÃOS QUE CANTA O QUE NÃO VIVE




Vivemos em um momento em que a igreja contemporânea ouve muitos hinos de vitória, os cultos de vitória estão sempre lotados, mas a realidade é que essa geração de cristãos vem sofrendo grandes derrotas, não vence o mundo, mas compactua com ele, não vence a carne, pelo contrario satisfaz ela, não vence o pecado, porque nem sequer denuncia ele, não vence a vaidade, não vence a avareza, não vence a apostasia, não vence a heresia, não vence o orgulho, e a prova definitiva dessa realidade é a confusão instaurada no corpo de cristo por causa das inumeras divisões provocadas pela falta de união, perdão e humildade.(Clavio J. Jacinto)

Evangelho da Salvação ou da Prosperidade




A grande meta do diabo é perverter a mensagem do evangelho, afim de enganar o pecador a respeito da salvação, não é admirável que Paulo afirme que o o deus desse seculo cegou o entendimento dos incrédulos, para que não resplandeça a glória do evangelho. Essa é sua estrategia: diluir a mensagem e desviar o coração do pobre pecador da essência do sacrifício de Cristo, que é a salvação, para que o pobre e miserável homem adâmico, não recorra na danação da segunda morte. O assunto do Novo Testamento é a salvação. Um texto bíblico amplamente citado e muito apreciado é João 3:16, porém de que forma isso está sendo uma realidade nas mensagens que se houve hoje? Temo que a diluição da mensagem salvadora, uma chamada séria ao arrependimento, tenha sido omissa, e isso irá trazer consequências devastadoras na vida espiritual de muitas pessoas que frequentam uma denominação evangélica.

O discipulado tem um custo, e a vida cristã e a escolha que fizemos em seguir a Cristo trás implicações sérias na vida. Aos olharmos para a história da igreja, descobrimos que a fé levou os cristãos para as fogueiras, prisões, campos de concentração, decapitações etc. Porém essa realidade está longe da mentalidade da cristandade ocidental, que vive um amortecimento espiritual terrível. A igreja moderna é uma ampla Laodiceia, rica e miserável. Enquanto que se prega a prosperidade e endeusa-se o materialismo, a vida de piedade e santificação tem se reduzido a escombros. a maioria dos crentes modernos odeiam o compromisso e a obediência a palavra de Deus,  tais são vitimas de uma lavagem cerebral, e acreditam em um outro deus, um que satisfaça seus desejos egoístas e consumistas. 

Estejamos cientes, que o que encontramos em I Timóteo 6:6 a 9 e 17 a 21, é completamente ignorado hoje em dia. O proposito da teologia da prosperidade não é pregar as riquezas como forma de benção para a partilha com o próximo, porque não se vê profetas da prosperidade fazerem isso. O consumismo egoísta e a vareza movem esses profetas e mestres da prosperidade, e incentivam os seguidores ignorantes a seguirem na mesma direção 

A mensagem tendenciosa de que Jesus não veio salvar o pobre mas enriquecer o pobre, é maligna, porque desvia a missão de Cristo da realidade da redenção para uma fabula. Embora seja verdade que Deus abençoa materialmente seus filhos, o centro da redenção e tudo o que se move em torno do Novo Testamento não é riquezas materiais, mas a obediência, o negar-se a si mesmo, o carregar a cruz, o ser fiel até a morte, o faça-se a vontade de Deus assim na terra como no céu, o sofrer por causa da justiça, o sofrimento pela causa do evangelho, a perseguição por causa do amor a Cristo. Deus sabe que a prosperidade embrutece e danifica o coração do homem, e a unica semente capaz de germinar com força em um coração avaro é a ingratidão e o egoismo. A teologia da prosperidade funciona muito bem para quem prega, não para quem houve, e de fato tenho visto, que entre os que conheço, e que professam a fé carismática metafisica da teologia da prosperidade dentro do alcance do meu convívio pessoal são pessoas que em nada são exemplo de piedade, amor ao próximo, não possuem uma boa base teológica, não defendem a sã doutrina, o conhecimento bíblico é reduzido, em nada são exemplo de boas obras, não há praticamente nenhum vestígio de piedade.

O caminho da cruz, não é um caminho de prosperidade, ao lidar com a questão da soteriologia e a obra de Cristo, alguns falsos mestres argumentam que Cristo tinha uma casa em Cafarnaum, (Para alguns mestres da prosperidade, uma casa de descanso a beira mar) isolar um texto do seu contexto e construir encima disso uma doutrina, é um erro grave! Cristo move-se no evangelho, sempre em direção a renuncia, e leva consigo os seus discípulos. Ele convida seus seguidores a irem pela mesma direção, Paulo não disse que estava rico por servir a Cristo, mas que estava crucificado com Cristo (Galatas 2;20) na perspectiva de Paulo o único lucro em servir a Cristo era morrer por Ele.(Filipenses 1:21)  os cristãos modernos pensam assim?

A prosperidade era o centro da igreja de Laodiceia (Apocalipse 3:14 a 22) era a igreja menos espiritual, a mais miserável de todas as congregações descritas entre as sete igrejas da Asia. Nem sempre prosperidade material, mesmo num âmbito religioso significa a benção e a aprovação do Senhor. O grande erro, a distorção da metafisica evangélica carismática, vem por causa da sua falta de compreensão das coisas espirituais. A enfase é sempre colocar a culpa em demônios, quando caem em erros e pecados graves, ignoram os ensinos das escrituras sobre as potencialidades da natureza carnal e suas obras(Galatas 5:19 a 21). Pior ainda, sempre associam pobreza com maldição, quando na realidade a história da civilização revela, que o amor ao dinheiro e ao poder, a fome famigerada pelas riquezas, tem sido a causadora dos maiores flagelos que a humanidade enfrentou nos últimos seculos, o que nos leva a entender com muito bom senso, que as riquezas e o amor ao dinheiro tem sido uma das maiores maldições que a humanidade vem enfrentando.

As escrituras nos admoestam a examinar tudo e reter o bem (I Tessalonicenses 5;21) é hora de despertar alguns do engano em que se encontram. sei que o debate contra a teologia da prosperidade e outras teologias espurias tem se desgastado na igreja, e tem-se escrito muitos livros e artigos sobre o assunto. A questão é que mesmo diante de tantos ataques, o erro continua firme em sua jornada, arrastando consigo um numero quase incontavel de incautos que se deixam levar por ventos de doutrinas. O grito em favor da sã doutrina deve continuar...

Pr Clavio Juvenal Jacinto



terça-feira, 22 de março de 2016

Verdadeiro Evangelho





O verdadeiro evangelho nos convoca adoração, o falso a diversão, o verdadeiro a obediencia o falso a conveniencia, o verdadeiro a sofrer por Cristo o falso a não sofrer mais. O verdadeiro evangelho promove a santidade o falso a tolerancia ao pecado, o verdadeiro defende a fé o falso promove heresias, o verdadeiro prega a biblia e o falso a psicologia e o misticismo, o verdadeiro evangelho anuncia a perda de todas as coisas para ganhar a Cristo, o falso o ganho de todas as coisas por causa do amor ao mundo. As diferenças são enormes, mas maioria não sabe fazer essa simples distinção (Clavio J. Jacinto)

sexta-feira, 18 de março de 2016

Preparados!

       PREPARADOS!

Santificai ao Senhor...Estai preparados (I Pedro 3:15)

A exortação de Pedro é mui atual e verdadeira, não há duvida disso, o próprio texto defende uma apologética, a defesa da nossa fé e da nossa esperança feita com bom senso, alicerçada em fatos irrefutáveis. A fé cristã é uma fé viva e verdadeira. Mas é muito amplo o conselho de Pedro, eu me maravilho por ter meditado nesse texto, e o Espirito Santo ter falado comigo através dele, e de modo claro, quero vos dizer que estar preparado, é estar no padrão certo, nivelado com o coração de Deus, e as escrituras exigem esse nivel espiritual de nós que professamos a Cristo. Homens de Deus, mulheres santas do Senhor, estejam preparados.

Preparados contra o assedio do inimigo das nossas almas, que procura imitar o que é verdadeiro e nos confundir, com fins malignos, fazer com que a nossa alma fique obscurecida e nossos sentimentos corrompidos, a fim de que não seja possivel ver a glória de Deus resplandecer sobre nossa vida e ministerio.

Preparados contra os assedios dos filhos desse século, os homens dessa geração perversa, que querem corromper com a nossa santidade e nossa moralidade, destruir o casamento, a familia e os bons costumes. Esteja preparado para não cair nas armadilhas da pornografia, do sexo ilicito, da prostituição e do adultério. Preparados para que os olhos e o coração estejam plenamente santificados a fim de não sermos seduzidos por uma geração de sensuais e um mundo extremamente erótico.

Preparados contra os falsos profetas, que vem até nós vestidos de cordeiros, mas que são lobos que querem devorar a nossa esperança a nossa fé a nossa confiança na verdade. Falsos doutores que querem induzir os incautos ao erro, vindo até nós com palavras doces de lisonjas, apresentando-se como ministros de justiça, fazendo e falando coisas boas, a fim de ganhar nossa total confiança, mas cuja a finalidade está escondida, só sobressairá de forma famigerada, quando não mais há senso critico, por causa da total confiança que se deposita aos pés desses enganadores fraudulentos.

Preparados para sofrer por Cristo, em uma era de devassidão, onde os valores judaicos cristãos estão sendo substituídos por ideologias nefastas e demoníacas, para atacar a nossa família e nossa integridade e perverter a sociedade. Preparados para sermos atalaias e denunciar toda a corrupção moral e espiritual, e permenecer firme na batalha pelo evangelho, pela santidade e pela verdade. Não devemos jamais se intimidar, quando o relativismo moral e as vãs filosofias querem determinar de que maneira devemos nos portar. Somos o sal e a luz do mundo, somos astros que resplandecem nesse mundo de trevas, devemos estar preparados para morrer por Cristo, a fim de não deixar que a verdade do evangelho morra em nós, por causa do mundo nefasto, que deseja impor regras, leis, costumes e praticas que não convém aos santos. esteja preparados para confrontar esse espirito anticristão que se levanta na noite dos fins dos tempos.

Preparados para não negar a Cristo, ainda que a morte seja uma ameaça constante, porque é melhor andar pelo vale da sombra da morte ao lado de Cristo, do que num caminho seguro, tendo como companheiro o diabo e seus anjos caidos. Preparados para sofrer pela boa causa do evangelho, cultivar uma coragem solida, uma ousadia santa, mesmo que nos ameacem com chicotes, multas, cadeias e perseguições, não deixem que nos privem de amar a Cristo, servir a Ele, viver e morrer por Ele, se for possivel. Estejam preparados a confessa a Cristo diante dos mais terriveis inimigos do eangelho, para que naquele dia grandioso, onde Cristo julgará vivos e mortos, Ele não nos negue por causa da nossa covardia diante dos homens.

Preparados para tomar decisões sabias, pois que nesse mundo de confusão as muitas vozes querem confundir o nosso coração, e as maravilhas do mundo tentam seduzir a nossa consciencia. As muitas luzes falsas tentam ofuscar o caminho da glória, e fazer com que nos desviemos do bom caminho.

Preparados para sermos santos em uma geração carnal, sensual, sexual, onde a prostituição a avareza, o erotismo, a inveja, o consumismo, o materialismo, a incredulidade, o roubo, a embriaguez, os vícios são exaltados, praticados com requintes de devassidão. Numa geração adultera e corrompida, sejamos santos, e estejamos preparados para nos santificar mais ainda, porque para enfrentar uma geração corrompida com suas iniquidades, só uma igreja consagrada que multiplica a santificação, como diz as escrituras, quem é sujo se suje mais ainda e quem é santo se santifique mais ainda.

preparados para sofrermos o dano por causa da honestidade, pois que é uma virtude rara entre os cristãos, preparados para sofrermos a critica de sermos chamados fanáticos, intolerantes e extremistas ou legalistas, porque ainda prezamos pelos bons costumes, e temos a ousadia de chamar de pecado aquilo que a falsa ciência chama de doença, a classificar como abominação aquilo que a modernidade chama de opção pessoal, estar preparado para sofrer a afronta de quem nos odeia por causa de nossos valores santificados, pois sendo nós lavados e remidos pelo sangue do cordeiro, nascemos do alto, não para viver na imoralidade, mas para viver em santidade. Sofra o dano pela causa do verdadeiro testemunho, porque os que ameaçam ferir nosso corpo, jamais poderão tocar a alma protegida pelo Espirito de Cristo.

Preparados para toda a boa obra, porque a luz que resplandece sobre nós revela que tipo de material são feita nossas ações, façamos com que os impios sofram com a brasa acesa em suas cabeças, brasas essas que foram acendidas pelo fogo da tua verdadeira devoção

Preparados para construir uma arca de salvação para a nossa família, convocando nossa esposa e filhos, até mesmo parentes e vizinhos, para a oração familiar, culto familiar, leitura da bíblia, estudo temático das escrituras.

Preparados para batalhar pela fé que uma vez foi dada aos santos, respondendo aos que contradizem a nossa fé, fazendo exposição das evidencias que fundamentam o nosso cristianismo, responder aos ataques contra a sã doutrina, preparados para levantar o estandarte da graça salvadora e ensinadora.

Preparados para miliar a boa milicia da fé, sem se embaraço com os negócios dessa vida, porque de outra forma, como podemos sustentar a esperança em um mundo vindouro eterno e glorioso? aquele que milita é militante, Um bom combatente vence as batalhas da vida, e está apto a receber o premio da soberana vocação.

Preparados para ter uma vida cuidadosa, como exorta as escrituras, "tem cuidado de ti mesmo e da doutrina,persevera nessas coisas". Devemos dar um cuidado especial para a vida de oração e piedade, para que a glória da presença de Espirito de Cristo resplandeça sobre nós e nosso testemunho seja visível, como um farol que ilumina em meio aos mares tempestuosos.

Preparados para vinda de Cristo, olhando por vós mesmos, para que aquele dia não venha sobre ti como ladrão, e te surpreenda, e tua lampada esteja sem óleo. Esteja preparado para o grande dia, quando a trombeta tocará, um alarido que convocará os santos para o grande encontro com o Senhor nos ares. Estando preparado, com uma vida santa e irrepreensível, não será confundido por Ele na sua vinda. e então cantarás com jubilo, combati o bom combate, acabei a carreira e guardei a fé.

Pr Clavio Juvenal Jacinto
Paulo Lopes SC
claviojj@gmail.com

quarta-feira, 16 de março de 2016

Casa de Oração ou Casa de Perdição?





A minha casa será chamada casa de oração (Mateus 21:13)

 Há uma polemica hoje com relação ao local do culto, alguns chamados "desigrejados' apelam para uma formulação simples da constituição da igreja, e que nosso corpo é o templo da habitação de Deus na Nova Aliança. Em parte concordo com essa formulação. Mas não vejo erro nenhum em se reunir como família em um lugar apropriado como um templo.  Um local consagrado para se cultuar a Deus tem seus benefícios, embora não descarte a possibilidade dos lares tornarem-se locais de reuniões cristãs.  Dos pulpitos cristãos foram proclamadas mensagens que até hoje ecoam. Veja por exemplo as mensagens de Martin Lloyd Jones, Charles Spurgeon, Jonathan Edwards etc. Deus usou esses homens de cima de um púlpito em um templo, porém hoje, vimos como a reunião cristã tem deixado de ser um lugar de oração e adoração, para se tornar um lugar estranho e divorciado dos propositos de uma verdadeira espiritualidade


Agora desejo refletir um momento sobre o que Jesus disse: a minha casa será chamada casa de oração. Ele estava fazendo uma referencia ao templo, mas também a um lugar de culto, de reunião. o centro da vida comunitária do povo de Deus, deve ser alicerçada sobre uma vida de oração e piedade. É sensato concluir que sendo uma casa de oração, o que nunca deve faltar a um local de reunião para cultuar ao Senhor é a oração. A vida piedosa deve ter um fundamento autentico: um relacionamento real com Deus e isso não se dá através de entretenimento, mas através de  santa reverencia e temor a Deus, e acima de tudo cultivando uma vida de oração intensa. Aqui está o fato


Casa de oração e não casa de negociação. Sim! a igreja apostata faz do evangelho um negocio lucrativo, vende a cruz, ao invés de pregar a cruz. negocia com a religião cristã ao invés de denunciar o pecado do homem e a redenção em Cristo. A enfase do apostata é falar que Jesus tinha uma casa a beira mar em Cafarnaum, e não sobre a cruz que retalhou impiedosamente as suas carnes por causa dos nossos pecados. A enfase está sobre um evangelho que promove a satisfação dos desejos egoístas do homem, a igreja apostata não prega um evangelho para obediência, prega outro evangelho, onde um deus utilitarista satisfaz a vontade do homem carnal. A mensagem atual não é chamar o pecador ao arrependimento para ser santo e ser feliz, mas chama o pecador para negociar com dízimos e ofertas, para receber receber em troca, proteção saúde e prosperidade. Não é de admirar que se pregue o que a turba gosta de ouvir. Se jesus fosse pastor de uma igreja hoje, para pregar o sermão da montanha, sua igreja seria uma igreja vazia...Ele proclamaria "negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me" tal convite não atrai gente que deseja misticismo barato e experiencias psíquicas coloridas. A casa de negociação faz uso da artimanha do comercio, estrategia de marketing, e faz da religião um negócio para a construção de impérios pessoais, a custa do nome de Cristo. Mas Jesus clama: minha casa será casa de oração.

Casa de oração e não casa de confusão. Sim! digo com muito pesar que hoje se prega confusão, uma mistura de psicologia e evangelho, uma mistura de humanismo com evangelho, uma mistura de metafisica do novo pensamento com evangelho. Há uma confusão terrível em nossos dias. As muitas vozes são confusas, porque as escrituras não estão sendo ensinadas de maneira contextualiza. Além da falta de preparo, muitos lideres querem pregar o que o povo deseja ouvir. As necessidades físicas são colocadas como prioridades em detrimento das espirituais. A proclamação de assuntos estranhos as paginas do Novo Testamento tem sido comum em nossos dias. Doutrinas estranhas, ensinos heréticos, aberrações espirituais. Mas não se perde em meio a essa confusão quem ainda tem a palavra de Deus como lampada para os pés e luz para o caminho.


Casa de oração e não casa de diversão. Sim, culto não é um lugar de de entretenimento! não é lugar de diversão. Culto é um lugar onde corações contritos e verdadeiros adoradores se reúnem para amar, adorar e cultuar a Deus. Hoje o show e o entretenimento tem invadido as reuniões cristãs. é grave o erro desse culto diversão. Não sabem discernir as coisas espirituais os indoutos e incautos que assim procedem, transformando um culto em danceteria, como se o santo e o profano pudessem ser unidos para promover uma religião que une o útil com o agradável. Fora com esse disparate! Essa profanação do sagrado de forma tão ridícula, mostra a mornidão que caracteriza a maioria dos evangélicos modernos.

Casa de oração e não teatro. Culto não é lugar de manipulação, de enganação e faz de conta. As vezes me assusto pelo modo como muitos pregam ou melhor manipulam. As tecnicas que usam para emocionar os ouvintes, a arte da retorica ao invés da unção, fabulas ao invés da exposição das sagradas escrituras. Mentiras, o espetáculo e a teatralização da religião, é um sinal claro de apostasia e falta de poder espiritual.

Casa de oração e não casa de  filosofia. No culto e na adoração, os fins não justificam os meios, aliás essa tendencia filosófica não está a altura dos valores judaicos cristãos. O culto não é verdadeiro, se o homem é o centro da atenção. aqui jaz a mais refinada idolatria, quando o homem passa ser o centro das atenções. A musica antropocêntrica, a mensagem antropocêntrica, tudo gira em torno do homem, isso se chama humanismo, é uma lastima que as igrejas modernas estejam impregnadas dessa filosofia anticristã.

Casa de oração não palco magico. Hoje há a religião fast food, comida espiritual rápida, enlatada e bem artificial. As invenções de talimãs e artefatos mágicos, para engodar as mentes materialistas, de forma a enganar incautos, não é novidade em nossos dias. Quer vencer ou ter proteção espiritual? compre uma rosa ungida ou um quilo de sal grosso. Num toque de magica, os problemas financeiros, matrimoniais, familiares,  serão resolvidos. As vezes um "ungido" a titulo de profeta, apostolo ou pastor determina a vitoria sobre a vida do moribundo ou fracassado, e em um toque de magica, os problemas desaparecem. Inventaram um culto de vitória, e então o homem, muitas vezes que se professa cristão, vai em busca de uma vitoria, prometido através de hinos cujas mensagens, preenchem bem os requisitos das circunstancias. Esquecem que quando pedro estava preso, a igreja se reunia para orar, e assim as mãos do Senhor moveram-se favoravelmente ao discípulo que estava preso. Nada de determinação, nada de magica, o milagre era conquistado pelo preço de vigílias e orações fervorosas, e muita consagração. Hoje querem o milagre e o avivamento instantâneo, sem precisar pagar o preço com a oração fervorosa e piedosa. Não é de admirar que a cristandade tenha sustentado uma religião barata e mundana.

Casa de oração, não casa de sensualidade. Os cristãos perderam a virtude da modéstia, substituíram pela moda sensual, roupas curtas e coladas, para expor as partes sensuais do corpo. a grande profanação do culto está no erotismo das vestimentas dos crentes modernos. Roupas sensuais inspiradas em atrizes de novelas e filmes eróticos. A regra não é a reverencia e o pudor, mas a exposição do corpo, para provocar os olhos alheios. Como poderia descrever um lugar onde predomina o erótico o sensual, a falta de modéstia e a falta de pudor? Se uma geração de cristãos do passado, junto aos seus melhores teólogos ressurgissem para classificar que tipo de moral e ética seria essa, o que acha que eles falariam?  Esse desrespeito ao sagrado, esse amor a sensualidade, essa tendencia carnal, revela que não há quilate nenhum na moralidade cristã moderna, salvo as exceções que são raras em nossos dias. o erótico e o sensual predomina com tanta força em nossos dias, que a modéstia transformou-se em uma especie de legalismo aos olhos liberais. Os crentes sensuais odeiam o pudor, não sei qual espirito que os inspira tanto ódio e tanta aversão a modéstia, com certeza não é o Espirito Santo Consolador.

Olhamos para as lições do Velho Testamento, e encontramos muitas vezes, exemplos, de como o desvio espiritual e a apostasia conduziu o povo de Israel para cultos mistos e a profanação do santuário. Hoje, não é diferente, as inovações tendem sempre a exaltar o ego humano e a danificar a espiritualidade genuína. Quando o carnal prolifera, quando métodos carnais são usados, os resultados não são muito diferentes daqueles descritos na primeira carta de Paulo aos Corintios: falta de discernimento, bagunça, desordem e confusão.

O culto espiritual, a adoração, a exposição das escrituras e de todos os conselhos de Deus, devem sustentar o verdadeiro culto. a reverencia, o temor a Deus e um amor incondicional a Ele deve ser uma prioridade inegociável. falsos cultos não produzem verdadeiros adoradores. esteja ciente disso, e busque se reunir com quem ainda levanta a bandeira do culto espiritual e verdadeiro.

Clavio Juvenal Jacinto
Igreja Evangelica Caminho da Paz
Paulo Lopes SC



terça-feira, 15 de março de 2016

Sobre Gratidão e Misericordia


A gratidão é um ato voluntario que se manifesta de um coração que sensibiliza diante das circunstancias da vida.

Ao fazer o bem  ao próximo, retribuímos a Deus a nossa gratidão, pelo fato de ter sido Cristo o maior bem que Ele nos deu.

Somos gratos pela vida, pois ela é uma dadiva que Deus deu a nós, mas sejmaos mais grato ainda pela redenção, porque ela foi uma conquista que Cristo alcançou por nós.

A finalidade da vida é a gratidão, porque mesmo em meio ao sofrimento mais intenso, o homem consegue mergulhar no paraiso das inspirações.

A gratidão é uma certeza de que por não merecermos nada, recebemos todas as coisas por misericórdia.

Na abundabcia da sensatez existe sempre um desabrochar de plena sabedoria.

O grande desafio que a bondade nos impoe, é sermos pacientes diante da ingratidão alheia.

Não existe imensidão num coração ingrato

As vezes a vida não nos dá aquilo que semeamos, mas tambem é muito certo, que colhemos muitas coisas boas que os outros semearam por nós.

A verdadeira riqueza é a misericórdia, pois ela nos ensina que todas as coisas podem ser avaliadas pelo verdadeiro amor.


DEUS  seja louvado!


Pr Clavio Juvenal Jacinto


segunda-feira, 14 de março de 2016

O Cristão, o Fim da Privacidade e o Totalitarismo




Alguns anos atrás, um analista de sistemas, chamado Edward Snowden, expôs publicamente vários documentos e segredos, que denunciam um controle global de informações, por parte de instituições de segurança dos Estados Unidos da America. Snowden é ex-administrador da Cia e ex-contratado da NSA. Sua postura causou uma serie de polemicas, e envolve uma questão fundamental da democracia atual. Somos verdadeiramente livres?  O projeto Prisma, assim denominado, seria um sistema de vigilância global de origem Norte-Americana, da NSA, National Security Agency. (Agencia de Segurança Nacional).  A privacidade do individuo e a liberdade, estão sendo minado aos poucos em nossa sociedade. Não estou falando de algo como uma grande conspiração mundial, embora creia que exista conspirações. Costumo ser bem equilibrado nas questões que surgem em nossos dias, com respeito a tantas coisas que se anuncia por ai afora, muitas delas completamente descabidas e infundadas e até mesmo anticristãs. Estamos diante de um mundo em colapso, e como vivemos dentro de um novo paradigma, o pós-modernismo, nosso mundo mudou muito rápido, e hoje vimos como chips implantados em animais e pessoas, para controle e rastreamento, reconhecimento da face de um individuo por meios eletrônicos (Biométricos) e câmeras de vigilância etc, são uma realidade indiscutível. Então não há qualquer duvida que a construção de uma sociedade orwelliana, se dá aos poucos, em processos lentos e até mesmo oculto dos olhos do publico em geral, e quando de forma aberta, sempre em nome da segurança da sociedade e da família. 

O mundo moderno caminhará para um controle total do individuo, não há outro meio de fechar o cerco contra o terrorismo e os crimes que se multiplicam dentro da nossa insegura sociedade. Talvez a principio isso pareça ser uma mera teoria ou uma hipótese, mas o policiamento das ações e do pensamento do individuo, é aos olhos de muitos governantes, um meio muito eficaz de controlar toda uma sociedade. E mesmo recheado das mais boas intenções, no final o risco pode ser um totalitarismo que caindo em mãos devassas podem levar o mundo a um colapso total. A politica de segurança tende a subestimar a segurança do individuo pelo sacrifício da privacidade. Se o homem pretende ser cidadão de um estado, e ter a plena proteção dele e usufruir de seus benefícios, então sacrifica sua individualidade e a sua privacidade ao estado, pois uma sociedade para dar plena segurança aos seus cidadãos precisará manter no controle tudo o que estiver a seu alcance. Uma vez que a politica das boas intenções seja dar segurança, garantir a paz e a prosperidade de uma sociedade, fica muito mais fácil o implante de um sistema de vigilância cujas capacidades vão alem da nossa imaginação, sendo que a percepção lenta, seria incapaz de observar essa questão com sobriedade.

 Veja bem, agora partimos para o outro lado do mundo: a Europa unificada, pois é la na União Europeia que descobrimos a existência de outro projeto de vigilância do individuo, o Indect Sitcen, nesse projeto, o objetivo é o monitoramento, apropriação, arquivo e controle de dados pessoais de indivíduos europeus (E porque não de todo o mundo?)  Quase de modo imperceptível, isso ocorre hoje. Satélites espiões, sistemas de vigilância e roubo de dados pessoais, principalmente das redes sociais, é algo real.  O mundo virtual é uma capa que não mais cobre a nossa individualidade, e está cada vez mais unindo o homem em torno de uma sociedade de controle total. Até aqui pretendo simplesmente dizer, que mesmo que os governos tenham boas intenções, em promover a segurança, a paz e combater os criminosos. Esse sistema é uma ruptura com o mundo democrático, é o fim do individualismo e o fim da privacidade. Aliás sempre precisamos entender, que o mundo pode proclamar a paz e a segurança, mas isso nem sempre está na agenda de Deus. um mundo pecaminoso, não colherá nunca a paz e a segurança, colherá os frutos podres de sua própria impiedade, e aqui jaz o problema de um sistema digital de controle do individuo. Ela vai ficar nas mãos de pecadores, e pior ainda em mãos de lideres corruptos, que podem esconder suas más intenções no coração.

 Um sistema de controle total e a perda da privacidade, é um fato que pode ocorrer em nossos dias. Ninguém poderia imaginar as mudanças tão bruscas que ocorreram em nosso mundo, minha infância deu-se na década de 1980, naquela época vivi parte de minha infância e o começo da minha adolescência e cheguei na minha juventude. mesmo com a influencia dos filmes de ficção cientifica, nunca imaginei que nosso mosso mundo chegaria nesse patamar tecnológico. Agora a s coisas se dão mais rápida, num abrir e piscar de olhos, poderemos amanhecer em um mundo mais perigoso, mesmo que com as suas aparências seja inofensivo e confortável. O pior de tudo, os cristãos não se dão conta disso. Há uma outra realidade dentro desse fato. Nosso mundo é anticristão. Você pode me chamar de insensato, e dizer que isso não é verdade, pois a sociedade ocidental está alicerçada nos valores judaicos cristãos, e que a igreja moderna mudou já ganhou a simpatia do mundo. Porém isso é um erro. O mundo tornou-se amigo da igreja porque a igreja tornou-se amiga do mundo. O mundo entende a linguagem da igreja, porque a igreja está falando a linguagem do mundo. Não há mais uma linguagem de confronto, mas de adaptação. então o mundo ve a igreja como aliada e não como inimiga de suas causas. As consequências desses fatos serão terríveis! porque a perda da privacidade e o controle total, implica a nossa liberdade e a liberdade de proclamar a verdade, que já está sufocada pela própria cristandade.

Grande parte da cristandade está enfeitiçada pela tecnologia e pela vida boa que o mundo capitalista oferece, por outro lado a igreja sofre perseguições extremas, em regiões completamente inóspitas ao evangelho. Desde a era dos primeiros apóstolos, a perseguição aos cristãos nunca chegou a níveis tão elevados como agora. O mundo acaricia a igreja apostata com uma mão e com a outra  decapita a igreja que quer amar completamente a Cristo e viver a verdadeira fé. Essa é a realidade que recusamos crer. A igreja apostata come e bebe, festeja e dança. Não percebe o fim que se aproxima.
 É difícil falar sobre isso. Recusamos a acreditar que esse mundo "Tão bom" que é a sociedade materialista ocidental, vai ruir. O cristão moderno, recusa-se a separar-se do mundo, ele odeia essa tal doutrina de separação do mundo. Por outro lado todas as engrenagens de uma sociedade totalitária estão montadas, o que está faltando senão um líder carismático e um golpe certeiro na nossa liberdade, para que seja implantando um regime "paradisíaco" aos moldes do homem caído!
 O controle total e a implantação de uma vigilância totalitária é o aviso prévio de que a liberdade vai ser sacrificada no altar espúrio da conveniência. Tudo em defesa daquilo que o individuo mundano quer: Proteção, ou seja: segurança. Pois bem, por incrível que pareça, é sobre exatamente isso que Paulo nos alerta: "Pois quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto aquela que está gravida, e de modo nenhum escaparão" (I Tessalonicenses 5:3) Estejamos atentos, vigiando e orando...

Clavio Juvenal Jacinto

Fontes

http://elgranenganyo.com/conoces-el-programa-de-vigilancia-sobre-cada-uno-de-nosotros-llamado-indect-sitcen/
https://edwardsnowden.com/revelations/
https://pt.wikipedia.org/wiki/Edward_Snowden

quinta-feira, 10 de março de 2016

AS ESTRATEGIAS DOS ENGANADORES


O engano pela mente obscurecida

Todo o engano entra pela mente do homem. Se a mente está protegida, o engano não pode entrar. Se a mente não está protegida, então o engano com certeza entra. Os demônios usam a porta da mente, para se apoderar de todo o corpo. Na verdade, possuindo a mente de uma pessoa, possuirá automaticamente o domínio de todo o corpo. Mas a mente, a sede da nossa consciência e de nossa volição, o âmago da nossa personalidade, precisa ter proteção, porque existem vários processos de dominação da mente. Desde os primórdios, vimos como toda a humanidade foi afetada por causa da invasão da mente de Eva. Todo o conflito espiritual, cuja devastação pode ser vista em todo  o percurso da humanidade, se deu no campo das ideias. Satanás não precisou usar armas. Só usou táticas sutis e palavras. A sugestão e a manipulação das informações e o controle de um dialogo foi suficiente para induzir Eva ao engano.  (Genesis 3:1 a 21) Nunca podemos menosprezar o valor dos primeiros capítulos de Genesis. Embora as escrituras tem sofrido ataques severos, principalmente o livro de Genesis, os fundamentos espirituais desse livro são importantíssimos para que tenhamos uma compreensão clara da obra da redenção realizada por Cristo.
Há um estado de mente, descrito na bíblia como mente tenebrosa (Efésios 4:18) seria esse um espaço ideal para a ação de demônios. O domínio de satanás vem através de uma mente obscurecida, confusa, passiva  ou enganada. Uma das táticas mais sutis de satanás é produzir experiências análogas.  As escrituras afirmam que o deus desse século cega o entendimento  (II Coríntios 11:4) qual é o objetivo dessa cegueira? Impossibilitar que a glória do evangelho resplandeça sobre o homem. Um cego espiritual é um ser sem percepção da realidade espiritual. Pessoas podem enxergar as coisas físicas, de forma normal, porém não enxergam as coisas espirituais de maneira ordenada e concisa. Um exemplo claro está no problema da incredulidade. Muitos afirmam não crer em Deus. Isso é uma forma de cegueira, não há percepção espiritual,  portanto não há visão espiritual. Não é admirável então que u m ateu admita que não exista Deus. Há formas não concretas de existência. O mal existe, ele está no homem,  está na natureza, está associado a essa condição de existência. Mas o que é o mal? O mal tem sua função no âmbito espiritual. Ele começou lá, o universo foi contaminado. O mal é uma contaminação espiritual. Entender isso nos possibilita  entender, porque os povos com praticas infames e extremamente degeneradas, tiveram que ser extirpadas da  existência material, como descreve muitas vezes as paginas do Antigo testamento. Mas como o espiritual não existe na percepção materialista, então há dificuldades entre os materialistas em lidar com esses assuntos. O mundo espiritual é vasto e complexo. O Novo Testamento revela que o Senhor muitas vezes orientou José através de sonhos. Porque o mundo espiritual pode ser percebido de alguma forma, e a bíblia é muito clara a respeito disso.
O grande confronto entre Eva e satanás foi um confronto de ideias, palavras, sugestões. A primeira tática foi a tática da aparência. Ao se apresentar a Eva, a antiga serpente, que segundo alguns eruditos na língua hebraica, também significava “Brilhante” pode ter a sua parcela de razão, uma vez que ele se transfigura em anjo de luz. Com certeza Eva se depara com um ser cujo aspecto não era de forma alguma assustador. Esse principio de engano, ainda hoje é muito eficiente. Nas mais diversas áreas da vida, encontramos essa tática sutil, até mesmo cristo fala de falsos profetas revestidos com peles de ovelha, mas que interiormente são lobos devoradores. Essa é a tática mais eficiente, o pano de fundo de quase todo o engano espiritual. A transfiguração falsa, onde ministros do diabo se apresentam como ministros de justiça,  anjos caídos disfarçados de mensageiros celestiais, espíritos das trevas disfarçados de espíritos puros, demônios disfarçados de Alienígenas, mestres do engano disfarçados de espíritos de falecidos. Toda a questão do engano está na falsa aparência que ilude, e não é nada admirável que essa técnica de engano tenha tanto êxito entre os homens, a historia das religiões falsas mostram bem essa realidade. Satanás e seu exercito enganador, tem grande vantagem de ter domínio e percepção acurada sobre todo o mundo espiritual caído, enquanto nos oscilamos entre o material e o espiritual, vivendo entre a fé em Deus e um mundo caído, e tudo o que entendemos sobre tais aspectos dessa outra realidade se encontra nas escrituras e somente nelas. AS repetição dessa técnica mostra que somos fracos em perceber que o engano toma emprestado todo o disfarce. Essa tática diabólica serve muito bem, porque os resultados são bons, em quase todas as áreas da vida. Veja bem, como o político com segunda intenções, em época de política abraça crianças e idosos, lideres carismáticos políticos e religiosos, sempre disfarçam suas intenções. O problema do mal é que quase sempre há um disfarce, como as flores carnívoras, que se apresentam belas para atrair os insetos e devora-los.
A lição de Genesis ao registrar a queda, insere uma verdade absoluta com relação ao engano, ele vem na maioria das vezes disfarçado, e quanto mais  tenebroso e devastador seja o intento, mais refinado precisa ser o seu disfarce. A outra lição que aprendemos com o engano no Jardim,  esta no mundo das palavras que nasce na mente, e que são pronunciadas sistematicamente para enganar invadindo mente dos outros. O dialogo foi simples, mas trazia consigo a essência de todas as malignidades, induzir o coração de Eva a acreditar que Deus era   um injusto. Com a tenacidade de um mentiroso perspicaz, até hoje vimos como os efeitos desse engano está presente no mundo. Satanás induz Eva ao engano, para ter possibilidade de implantar a ruína no mundo, e devastar com o universo, assim a posteridade de Eva é uma humanidade caída que sofre com o mal introduzido pelo diabo, com a permissão dos homens, e agora os homens rejeitam a Deus porque entendem que a presença no mundo é incompatível com a existência de um Deus santo. Essa rejeição é o resultado do engano espiritual, e ao passo que o homem abandona a crença no sobrenatural, torna-se inevitável o processo final desse engano diabólico. Como denuncia o apostolo Paulo, “dizendo-se sábios, tornaram-se loucos”. Todas decisões onde demanda autoridade, trás consequências universais. A Alemanha invadiu a Russia na segunda guerra mundial. Duas nações em confronto, milhões de pessoas morrendo nos campos de batalha, Leinigrado foi cercada, Stalingrado destruída, mesmo sem boa vontade, muitos alemães tiveram que seguir para Stalingrado e lutar contra os russos, estavam debaixo de uma autoridade, Hitler os enviou para lá, Stalin também enviou seus soldados, mesmo contra a vontade, tiveram que ir. Milhões perderam a vida, os russos sofreram enormes baixas, o território russo tornou-se um verdadeiro inferno.  Ao decidir acreditar na ideologia do diabo, Eva e depois Adão escolheram que rumo deveria tomar a humanidade, assim como Hitler decidiu que fim deveria tomar a Alemanha e Stalin a Rússia.
Paulo adverte que não devemos s er enganados por palavras persuasivas v(Colossenses 2;2) as palavras destroem relacionamentos, as palavras enganam, mudam o destino das pessoas. O diabo usou as palavras produzindo ideias e invadiu a mente de Eva, destruindo o conceito de ortodoxia que Deus tinha implantado no primeiro casal. Uma alteração nas informações, alterou a visão e o entendimento de Eva. Hoje vivemos o engano de forma descarada. O discurso pode ser religioso, mas a palavra de Deus está sendo adulterada, sem que se perceba isso. Vou dar um exemplo. Abra sua bíblia em João 8, você vai encontra logo nos primeiros versículos, a historia daquela mulher que foi pega em adultério. Ela é levada por seus oponentes, até Cristo. Em seguida, explicam os judeus, que a mulher foi pega em adultério, e pela lei de Moisés deveria morrer lapidada. Essa era a sentença da lei! Correto? Sem duvida! Mas há algo errado nessa argumentação que eles apresentaram. Levitico 20; 10 que trata do assunto diz que ambos, os adúlteros, a mulher e o homem são sentenciados com a morte por apedrejamento. Se ela foi pega em adultério, porque eles não trouxeram o homem que estava adulterando com ela? Porque trouxeram só ela? Você percebeu como houve uma tentativa de distorcer o texto. Com certeza, o homem adultero fugiu e foi ignorado, e sabe lá Deus se não foi só ignorado, e liberado no ato, e só a mulher condenada.
Em seguida as palavras que geraram ideias sugestivas, o inimigo ganhou a mente de Eva, e com essa vitoria, dominou a volição dela. A questão do engano ser tão sagaz e que quase sempre a vitima perde o senso critico. Torna-se uma vitima passiva. Se um enganador, conseguir com que você siga cegamente a ele, ele terá completo domínio sobre teu destino. Na perspectiva espiritual a devastação será mais ampla, pois estará comprometida a sua eternidade.
Na sequencia, vem à experiência mística. “Sereis como Deus” “Certamente não morrereis” penetram no fundo da mente de Eva.  O processo do engano é sempre corresponder a anseios profundos no homem. Não há algo como engano espiritual sem experiência mística  enganosa. Em menor ou em maior grau, há sempre aquela experiência de uma falsa iluminação ou revelação. Tornar-se divino, é uma boa sugestão. Atinge o ego em cheio, é a promoção de elevar o nosso patamar, de criaturas para deuses, ou seja, ter poderes sem limites e nenhum limites na vontade. Seria a emancipação do próprio ego. Na alma dessa sugestão, está a dedução de que se Eva se tornasse um deus, alcançaria a plena dependência dentro do universo criado e teria domínio sobre quase todas as coisas. Isso revela como é atual essa inclinação famigerada do homem pelo poder, domínio e supremacia. Monarcas perseguiram a ideia de que seriam deuses. Até mesmo Nietzsche, talvez inconsciente, repete nos seus anseios filosóficos, demonstrado na teoria do “super-homem” a essência da sugestão de satanás. Uma vez que o filosofo prussiano dogmatiza o individualismo, e abraça a ideia de um homem perfeito para elevar o ideal de toda a humanidade, repete a mesma musica que Satanás cantou pra Eva. Desde então outros movimentos, como transhumanismo, adota uma fé no próprio homem, e a conquista da imortalidade pelas mesmas sugestões que o diabo fez a Eva. “Independente de Deus, tu alcançarás a imortalidade”.
O engano é universal, até mesmo dentro da metafísica do novo pensamento que contaminou a igreja moderna, encontramos a crença na divindade do homem. Não há fronteiras para o engano dentro do sistema do universo contaminado pelo diabo. A única forma de isentar-se do engano é a plena submissão a palavra de Deus e a santificação do nosso coração. As armadilhas do engano estão presentes em quase todas as esferas da religião cristã atual. Munidos de falsa identidade, falsos profetas, falsos mestres, falsos apóstolos, falsos obreiros, falsos doutores, se revestem de uma forma de disfarce que engana com muita eficácia. Tão devastador e tão dominante é o sistema, que geralmente você raramente encontra pessoas que se libertaram dos domínios do engano religioso. Elas são sugadas por um sistema que tem alto poder de engano, porque oferece experiências místicas que enaltecem o ego e ofuscam a visão espiritual. Tão devastador é o engano que você não encontra pessoas disposta a abandonar o engano, porque isso traria a perda de experiências, vislumbres e ideias. A fabricação de uma religião que possa imitar todas as coisas do cristianismo tem sido a sequencia de um engano tão devastador que tem ludibriado milhões de pessoas. A libertação desse estado de enganação poderia ser experimentada de uma forma muito simples: Confrontar os ensinos do Novo Testamento com a conduta própria e reajustar toda a cosmovisão cristã com os valores, doutrinas, princípios, conselhos e mandamentos do Novo Testamento, e consequentemente com toda a bíblia, partindo da premissa de que existem muitos valores espirituais da antiga aliança que se encaixam perfeitamente com as doutrinas do Novo Testamento.
Do engano a conveniência. Finalmente Adão toma consciência de uma escolha, e as escrituras dizem que Eva foi enganada, mas adão não. Isso não significa que de Adão não tenha sido vitima de um engano. A estratégia do diabo foi extremante sutil, bem organizada, e confrontou Adão com uma escolha. Não sabemos o que ocorreu na mente de Adão, mas com certeza seu coração gerou um autoengano. Ele olha pra Eva, a sua amada, e há conflitos. Sua rejeição seria algo complexo de explorar teologicamente. O que aconteceria com o mundo se Adão rejeitasse a sugestão de Eva? Eu creio que Adão não foi enganado pelo Diabo, foi enganado por Eva, pela sua sugestão, pelas suas palavras. Algo como uma suplica para comer di fruto, porque não queria viver longe de Adão. Se Adão imaginou que Eva seria expulsa do Jardim e ele continuaria sozinho, pois talvez pensasse que seria um erro ter  criado uma esposa para ele, e o Criador não repetiria esse erro, não sabemos!
A fim de não sermos enganados, temos que nos voltar completamente para Cristo, para a doutrina da cruz, reajustar a nossa vida com as escrituras, Cliff Bell dá um bom conselho: “ Temos que conhecer o conselho completo das escrituras, conhecer a Deus, seu propósito e sua natureza santa, para não sermos vulneráveis ao espírito do engano que e está aumentando em todo mundo.” Watchman Nee também adverte: “Caso o cristão negligencie o ensino das escrituras, deixando de vigiar e orar, mesmo que confie no motivo puro, de não querer ser enganado, ele ainda assim vai ser enganado”
Ao fazer uma mistura bem diluída entre cristianismo, mundanismo e metafísica ocultista, o inimigo conseguiu produzir um falso cristianismo experimental, que engana com facilidade pessoas incautas que não tem conhecimento claro e equilibrado das escrituras. A indisposição dos homens em obedecer a Deus, em sujeitar-se aos custos de um verdadeiro discipulado em meio a uma sociedade extremamente corrompida, sua tendência em escolher meios fáceis de resolver questões de valores eternos, sua indisposição em amar a Bíblia e reajustar todas as áreas da sua vida de acordo com as normas divinas, o tornam presa fácil para o inimigo, que encontra nessas condições, uma enorme vantagem em enganar aqueles que querem buscar um meio de servir a Deus sem precisar sujeitar-se as condições que o Novo Testamento propõem para viver uma fé verdadeira.
Assim estamos diante de um dilema, satanás engana o mundo (Apocalipse 12:9) é o Pai da mentira (João 8:44) seu engano é sutil e estratégico, porque as suas táticas são ocultas, usa disfarce e imitação, A. W. Pink advertia: “Cristo tem um evangelho, satanás também tem um evangelho. O evangelho do diabo é uma imitação tão próxima do verdadeiro, que multidões de não salvos são enganados por ele”

Falando sobre os últimos dias, o famoso pregador Leonard Ravenhill advertia que: “O livro santo de Deus, a bíblia sagrada, sofre agora mais de seus expositores do que de seus opositores” e Andrew Strom complementa “Em vez de arrependimento, as pessoas estão recebendo toda a sorte de experiências espirituais falsificadas. Parece não existir mais nenhum tipo de discernimento na cristandade” Finalmente, cito as palavras do Pr  Max Younce, da Igreja Bíblica do Patrimônio (EUA): “Um espírito demoníaco que induz a atividade religiosa favorita está fazendo as pessoas sentirem-se espirituais e isso ocorre pela incompreensão da palavra de Deus” Encontramos nas escrituras seria advertências sobre o engano dos últimos dias (Veja I Timóteo 4:1, II Timóteo 3:1, 4:13, Hebreus 12:14, I Pedro 1:15 e 16 etc)

Autor: Pr Clavio Juvenal Jacinto
Igreja Evangelica Caminho da Paz 
Paulo Lopes SC
Contatos
claviojj@gmail.com

Footer Left Content