sábado, 30 de julho de 2016

Fé e Esperança



Confiar nas possibilidades, ter imensa fé na providencia divina e aproveitar todas as oportunidades são ingredientes básicos, para os que desejam empreender uma grande obra

Clavio J. Jacinto

O Valor das Coisas Espirituais



O valor das coisas espirituais é medido pelo sacrificio que estamos dispostos a dar por elas.



 Clavio J. Jacinto

A Luz das Escrituras



As escrituras nunca iluminam o caminho para o céu, sem antes iluminar também a condição de um coração sem Deus.

Clavio J. Jacinto

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Sobre a Malignidade do Pecado

A MALIGNIDADE DO PECADO 
John Flavel (1671) 




Se a morte de Cristo foi aquilo que satisfez a Deus em favor de nossos pecados, existe uma infinita malignidade no pecado, visto que ele não pôde ser expiado de outro modo, senão por meio de uma satisfação infinita. Os tolos zombam do pecado, e existem poucas pessoas no mundo que se mostram verdadeiramente sensíveis a respeito de sua malignidade. No entanto, é certo que, se Deus exigisse de você a penalidade completa, os sofrimentos eternos não seriam capazes de expiar a malignidade que se encontra em um só pensamento pecaminoso. Talvez você pense que é muito severo o fato de que Deus sujeitaria as suas criaturas aos sofrimentos eternos por causa do pecado e nunca mais ficaria satisfeito com elas. Quando, porém, você considerar bem a verdade de que o Ser contra o qual você peca é o Deus infinitamente bendito e meditar em como Ele agiu em relação aos anjos que caíram, você mudará de idéia. Oh! Que malignidade profunda existe no pecado! Se você deseja entender quão grave e horrível é o pecado, avalie seus próprios pensamentos, quer à luz da infinita santidade e excelência de Deus, que é ofendido pelo pecado; quer à luz dos sofrimentos de Cristo, que morreu para oferecer satisfação pelo pecado. Então, você obterá compreensões profundas a respeito da gravidade do pecado. Se a morte de Cristo satisfez a Deus e, conseqüentemente, nos redimiu da maldição do pecado, a redenção de nossa alma é caríssima. As almas são preciosas e muito valiosas diante de Deus. Sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo (1 Pe 1.18-19). Somente o sangue de Deus é um equivalente para a redenção de nossa alma. Ouro e prata podem redimirnos da servidão humana, mas não podem livrar-nos da prisão do inferno. Toda a criação não vale a redenção de uma única alma. As almas são muito preciosas; Aquele que pagou o preço da redenção delas pensou nisso. Mas os pecadores vendem por um valor muito baixo as suas próprias almas. Se a morte de Cristo satisfez a Deus no que diz respeito aos nossos pecados, quão incomparável é o amor de Deus para com pobres pecadores! Se Cristo, por meio de sua morte, consumou uma plena satisfação pelo pecado, Deus pode perdoar com segurança o maior dos pecadores que crer em Jesus. 

Extraido de Fé Para Hoje
Numero 14 Ano 2002

Tragam as Melhores Vestes



Lucas 15:22 e 23

Na parábola do filho prodigo encontramos algo interessante, no momento da reconciliação. O prodigo resolve voltar para casa, e quando acontece a reconciliação com seu pai, há um momento crucial em que o filho ganha roupas melhores. Pois bem, sabemos que a saída e o desvio daquele filho, conduziu sua alma por caminhos mundanos. Ele com certeza comprou roupas apropriadas para seu novo ambiente, e com o passar do tempo, essas roupas se desgastaram, quando ele voltou, usava trapos.

Eram roupas desqualificadas para a festa e para o ambiente da reconciliação, primeiro ele veste as melhores roupas, e depois entra no banquete e na casa do pai.

Isso nos dá uma lição muito profunda, uma vez que a questão das vestes tem sido um tema muito negligenciado hoje, e a sensualidade e o erotismo tenha predominado com tanta força nos santuários de adoração. Seria interessante aprendermos algo sobre isso.

Primeiro: descobrimos que a o pai da a melhor roupa, não uma roupa qualquer. Aqui não é um caso de glamour e luxo, mas de decência e respeito. Afinal de contas, era exatamente assim, toda a postura dos judeus. A troca de roupa seria roupas desqualificadas por roupas corretas. O que seriam então roupas melhores? prosseguiremos:  

Segundo: Seriam roupas que cobriam o corpo e não roupas que revelariam as partes sensuais do corpo. Desde o princípio, com A dão e Eva, foi assim. Quando Deus confeccionou uma túnica, foi para cobrir o corpo de ambos, Eles estavam com roupas improprias, semi-nus, mas Deus os cobriu totalmente. Aqui não vemos uma questão de usos e costumes, mas de princípio moral e espiritual.

Terceiro: Roupas que identificariam o prodigo como um homem restaurado, portanto vestes santas, e não profanas. O que ele vestia lá no mundo identificava a sua natureza rebelde. Eram roupas profanas, mundanas, que denunciavam a sua verdadeira condição espiritual. Quando uma pessoa replica contra a modéstia e o pudor, quando rejeita vestir-se de forma santa, isso apenas denuncia o seu estado interior. 

Quarto: Roupas que revelavam sua separação da condição em que se encontrava. Agora não era mais um prodigo. Mudou o modo de vestir. Não mais era sensual, não mais era improprio, não mais era erótico. Mas com decência e pudor.  O velho estilo de vida morreu, um homem restaurado estava ali. e essa restauração abrange todas as áreas da sua vida.

Quinto: Roupas de homem salvo e não perdido. quando estava fora da casa do pai, seu estilo era outro. O ambiente o forçava a isso, porem agora tem um retorno, e então é preciso que suas vestes também sejam restauradas. Essa seria uma identificação exterior, de que agora se vestia como o filho e não como um mendigo.

Sexto: Roupas nobre e não trapos.  A moda mundana sempre promove a sensualidade, nossa sociedade é em parte uma sociedade semi-pornográfica, observe os meios de comunicação, novelas e filmes seculares, observe os ambientes de banho publico. Esses são os caminhos que o prodigo andou. Mas quando ele retorna para casa, suas vestes mundanas, seus trapos são substituídos por roupas dignas e nobres.

Setimo: a cultura da casa do pai era um ambiente completamente oposto a cultura mundana do convívio daquele homem outrora desviado. Ele voltou, mas na sua entrada para uma vida de comunhão com seu pai, teria que deixar fora o estilo decadente em que teve que se submeter por causa da sua condição de desviado. Como você tem se vestido? suas roupas são santas ou mundanas, modestas ou sensuais. O que você veste denuncia para onde você está indo.

Leia Timoteo 2:9 e Apocalipse 16;15

Clavio J. Jacinto

Porto Seguro da Minha Alma


Trevas vem sobre mim
Tempestades sopram em meu jardim
Espinhos e pedras no caminho
Dores da vida, mar de aflições

Ventos furiosos e chuvas violentas
Sopros escuros, nevoas que assombram
Correntezas descontroladas
Tentam carregar a minha alma

Mas, ah! seguro estou na fé
Mesmo diante de terremotos existenciais
A rocha que me segura, é inabalavel
Como as mãos que seguram todas estrelas

Cristo é meu porto seguro
Meu Redentor, eu sei que Ele vive!
Meu escudo protetor e Fiel amigo
Luz que ilumina mina escuridão

Quando a vida de dor passar
Quando a escuridão for embora
Direi a minha alma que chora
Consola-te naquele que é Eterno

Clavio J. Jacinto



Sobre o Humor



O tempo pouco tem a ver com o meu humor, trago os meus nevoeiros e o meu bom tempo dentro de mim

Blaise Pascal

A União do Sofrimento Humano Com o Sofrimento de Cristo


O Sofrimento de uma alma ferida pelas circunstancias da vida, podem ser o eco que se une ao sofrimento que Cristo enfrentou na cruz para nos oferecer uma eterna redenção. Quando essa união de sofrimentos se consuma, da dor sai balsamo de consolação, e das feridas luz alimentam todas as nossas esperanças.

Certamente que muitos seguem o contrario das evidencias da boa consolação. Durante anos venho observado, que a maioria das almas se afastam dos caminhos de DEUS quando passam por sofrimentos e lutas constantes.

O que deveria ser um motivo de aproximação, é um motivo de afastamento da vida espiritual. Alguém abandona a vida cristã, porque seu casamento ruiu, outro porque foi ofendido, ainda outro porque se sentiu desprezado e ou injustiçado. Almas que não entendem o caminho do mestre Jesus, não conseguem sofrer na vida com Ele e por Ele.

Nosso relacionamento pela aflição nossa de cada dia, uma cruz que tomamos para viver a vida cristã durante todo o tempo da nossa peregrinação, é o que nos fortalece, para nutrir uma viva esperança das consolações celestes.  A casa sobre a rocha, é lugar irremovível, a menos que alguem tente arrancar a Cristo do seu próprio trono, ou tente anular a vitoriosa obra da cruz do Calvário. Digo com certeza absoluta: isso é impossível!

A dor deve nos aproximar do mestre que consola. A aflição deve nos levar para uma união com Cristo, coração com coração pensamento com pensamento e vida com Vida.  Um apego a Ele pelas aflições é um estado de bem aventurança que nos conduz para realidades espirituais mais profundas.

De um planta cheia de espinhos nascem rosas, de um charco pantanoso nascem lírios,  do fim do dia nascem as estrelas brilhantes, a semente colocada no sulco da terra fria e úmida, impulsiona o poder da germinação. Na sua ultima gota de sangue,  Cristo brada "Está consumado" e no sepulcro silencioso de uma madrugada fria, o despertar da ressurreição.

Que a Vida de santidade e sabedoria de Cristo nos ensine a viver em conformidade com a vida da cruz.

Pr Clavio J. Jacinto

quinta-feira, 28 de julho de 2016

SER COMO CRISTO

Nem na sua boca se achou engano (I Pedro 2:22)


Cristo foi perfeito em suas ações, inigualável em suas virtudes, maravilhoso em sua humildade. Não há como não seguir seus passos, pois ele deixa um rastro e uma direção de uma vida que vale a pena ser vivida. Não havia engano na sua proclamação. Ele não era comum. Cristo foi um exemplo precioso de como um homem pode viver dentro dos propósitos, pelo qual foi criado. Refletir a Natureza de DEUS, viver pelas virtudes da santidade, refletir a glória do PAI.

Longe do engano, Cristo desce ao mundo dos enganados, aqueles cuja descendência nada mais do que de Adão e Eva, e ela mesma disse:

A serpente me enganou e eu comi (Gênesis 3:13)

Há na nossa vida uma encruzilhada. Quem iremos seguir? há um modelo de vida espiritual autentica em Cristo. Mas por outro lado, há uma força maligna, que conduz o homem ao egoismo e a rebelião. Temos que escolher, a brevidade da vida mostra que trata-se de um assunto de máxima importância. A escolha por Cristo pode nos levar para a consumação de muitos conflitos com os valores mundanos e malignos.

Hpa porém uma lição que a humildade declara e o orgulho esconde, a vida é mais plena de significados para aqueles que seguem a senda de Cristo. Mesmo pela humildade, pela simplicidade. Porque o materialismo nos mostra que o prazer da vida sem Deus nos lança para um mar infinito de angustias. A maioria dos que descobrem isso, estarão fatalmente afundados lá. Os que seguem o caminho de Cristo, e desejam ser como Ele, das dores dos espinhos da vida, passam para imortalidade em glória e perfeita felicidade. Há só um sentido para a vida nesse mundo; Ser como Cristo...


Pr Clavio J. Jacinto

Meditando em Coisas Verdadeiras

Pra Pensar


Recomeço

"Recomeçar é dizer sim para a vida e a nós também. Recomece a caminhada, de uma chance para você mesmo..."

Memorial

"Quem sonha, tem idéias, quem tem idéias faz mudanças, merece ser lebrado. E você? vai ficar a vida toda no anonimato?"

Egoista

"No vocabulário do egoísta, só existe duas palavras: eu e meu. No vocabulário do cristão a principal palavra é : servir. Cuidado para não se tornar um cristão egoísta. Tipo: eu sirvo..a mim e aos meus interesses..."

Sentimentos

"A distancia pode separar corpos, mas não pode cortar os elos que prendem corações..."

Querer ou Poder

"Querer não é apenas poder, é desejar e lutar para merecer. O cristão foi chamado para uma vida de conquistas. Não se contente com o cabrito. Peça o bezerro cevado."

Tempo

"Os momentos mais importantes da vida são os que passamos com DEUS, a família e com os aflitos. Como o tens administrado?"

Autor Pr Valdemir Francisco
Editado originalmente em
Assembleia em Foco
Abril de 1997  Pag 5

A Fé Verdadeira


A fé como Paulo via era uma vida intensa, que levava o cristão a render-se em obediência nos mandamentos de Cristo

A W Tozer

A Lei da Semeadura




Os homens tem liberdade para tomar decisões em suas escolhas morais, mas também tem necessidade de prestar contas a DEUS por essas escolhas.

A W Tozer

Na Vontade de DEUS


A vida que possuímos tem uma exigência básica: Andar de acordo com a vontade de DEUS.

Watchman Nee

Sobre Dificuldades da Vida


As vezes as dificuldades nos parecem construir barreiras intransponíveis, mas quando insistimos em subir para passar por cima delas, acabamos descobrindo que as barreiras nos possibilitaram ter uma visão mais ampla e acolhedora da nossa vida.

Clavio J. Jacinto

Graça e Lei


O homem não está mais como um cristão, sob a lei como uma acusação, mas está sob a lei como um caminho para a vida.

R. J. Rushdoony

quarta-feira, 27 de julho de 2016

A Cruz e o negar-se a si Mesmo



"A partir da experiência que tenho de muitos anos de vida cristã, eu posso dizer sem hesitar que a cruz carrega aqueles que carregam a cruz." -Sadhu Sundar Singh

A IGREJA GLORIOSA-WATCHMAN NEE


Considero um dos melhores livros que já li sobre a igreja. Muito bom, uma leitura profunda. Altamente recomendavel!!!

ACESSE E FALA O DOWNLOAD DO LIVRO

http://mass.ministrybooks.org/pt/download-books/

Aflições e Prosperidade




Aflição nos ensina a conhecermos a nós mesmos. Na prosperidade nós somos na maioria das vezes estranhos a nós mesmos. Deus nos aflige para que possamos nos conhecer melhor. É em tempo de aflições que vemos aquela corrupção em nossos corações que não acreditaríamos que estava lá. A água parece limpa num copo, mas ponha ela no fogo e a sua impureza vai fervilhar. Na prosperidade, um homem parece ser humilde e grato, a água parece limpa; mas ponha esse homem um pouco no fogo da aflição, e suas impurezas começam a fervilhar; muita impaciência e incredulidade começam a aparecer. “Oh”, diz um Cristão, “eu nunca pensei que tinha um coração tão mau, agora eu vejo que tenho! Eu nunca pensei que minhas corrupções fossem tão fortes e minhas virtudes tão fracas.”
(Thomas Watson)

Problemas, Como vence-los


Sem DEUS não podemos vencer os pequenos problemas, e com DEUS venceremos todos os grandes problemas.


Clavio J. Jacinto

A Benção da Plenitude Espiritual


Uma pequena admoestação encontramos em Josué 1:7: ser forte e corajoso. A fortaleza do nosso caráter é que determina que somos filhos de DEUS. Fomos criados para sermos participantes do caráter e da natureza de DEUS. Nossas inclinações devem ser celestiais, pois é de lá que vem a glória que precisamos refletir.

Porem obedecer, é como escalar uma montanha e sair do vale. Pois que os lugares baixos, são os depósitos dos instintos mais baixos.  Ser forte, é vencer pelo poder do Espirito Santo, nossos impulsos interiores que nos conduzem as ações baixas da carne. A coragem de escalar a vida espiritual e alcançar a plenitude é uma escolha radical. A s escrituras afirmam que fomos abençoados com toda sorte  de bençãos espirituais nos lugares celestiais (Efésios 1:3) então precisamos ir pra lá.

Creio que a plenitude, é algo mais elevado, como uma escalada que nos conduz para níveis imediatos de novas revelações da presença e do poder de DEUS. As escrituras nos dizem, que se vivemos no Espirito Santo, também devemos andar no Espirito Santo (Galatas 5:25) esse é um andar na presença e no poder do SENHOR. Essa é a nossa meta, deve ser o nosso desejo e deve ser a nossa constante experiencia.

Pr Clavio J. Jacinto


Pecados e Arrependimento


Você pode gerenciar eficazmente os seus pecados, mas isso nunca pode significar que você se arrependeu de seus pecados.

Henry Brandt

Poder Espiritual


Para cada trabalho realizado, cada tarefa a enfrentar é necessário um novo enchimento com o poder do Espirito Santo

R A Torrey

A Fé que Revela


A fé que sustentamos precisa ser uma fé, que possa revelar que a nossa esperança é verdadeira, e mostrar que a a esperança dos que não tem fé, é uma falsa esperança.

Clavio J. Jacinto

A Esperança, o Caminho e a Fé


A esperança é uma luz que se acende no caminho da vida, pela força que é transmitida pela fé. Por mais que o homem queira viver a vida tentando alimentar a esperança por outra fonte, no final estará completamente escuro com relação a eternidade.

Clavio J. Jacinto

O Caminho da Verdadeira Alegria



Um homem só pode ser feliz quando não tem medo da morte. E o medo da morte se supera quando se vive profundamente da fé. É ela que nos diz que a morte é a chave de ouro que nos abre as portas da casa do Pai e isso  para um filho de Deus, é fonte de uma imensa alegria

Rafael Llano Cifuentes

terça-feira, 26 de julho de 2016

Os Defeitos Nossos de Cada Dia


É muito difícil falar dos nossos defeitos, muito fácil porém falar dos defeitos alheios, e mais difícil ainda achar os defeitos próprios, por isso achamos com frequência os defeitos dos outros.

Clavio J. Jacinto

Oração Verdadeira


A oração é um mergulho na esperança, um caminho que o espirito do homem percorre na presença de Deus, para que a vontade divina prevaleça com poder sobre todos os caprichos das nossas opiniões falidas.

Pr Clavio J. Jacinto

Quarto Secreto


Entra no teu quarto secreto
Receberás poder para vencer as tentações

Entra no teu quarto secreto
Receberás luz para andares na graça

Entra no teu quarto secreto
Teu coração se fará um santuario

Entra no teu quaro secreto
Bebe das fontes do amor divino

Entra no teu quarto secreto
Para encher vossos vasos de azeite

Entra no teu quarto secreto
Ora com a alma derramada

Entra no secreto da presença de Deus
E sai ao mundo a proclamar a misercórdia...


Clavio J. Jacinto

Sobre a Perfeição Espiritual



O homem perfeito pode facilmente tolerar homens imperfeitos. Apenas pessoas imperfeitas acham que a imperfeição dos outros é intolerável. A paciência é uma das maiores manifestações de nosso amor pelos outros.

Zac Poonen

Engano Espiritual




O grande perigo da nossa era, são as muitas vozes profetisas, e a falta quase completa de discernimento. Vivemos nesses dias de cristãos superficiais, gente ingenua que acredita em todos os que se dizem ser apóstolos, profetas e ou mensageiros de DEUS, realmente são! Uma dedicada exploração do texto bíblico, revelará que os profetas e os apóstolos modernos, estão exercendo uma função completamente diferente dos primeiros apóstolos e os profetas bíblicos. São títulos que não conferem com a função. 

O engano em grande escala nos últimos dias, assunto tão bem esclarecido pelo novo testamento, parece ser uma advertência ignorada hoje. Desde que alguém tenha pele de cordeiro, tudo está certo. Não se importam os incautos com o conteúdo interior, com os frutos, mas com as aparências. Agem como se no campo sobrenatural não houvesse imitação. Assim, por mais que as escrituras façam uma advertência, o impulso para ser enganado é maior. Lastimável, a falta de discernimento nesses dias de confusão. Assim como Balaão que faz a junção da verdade com o erro, e engana de forma sutil, assim como s profetas da mesa de Jezabel, que alam coisas aprazíveis para Acabe, a fim de acariciar o ego e a vaidade humana, assim como Janes e Jambres, com um poder sobrenatural tremendo, hoje a grande maioria se deixa impressionar pelos sinais e maravilhas e pelo discurso suave.

Zac Poonen faz uma boa advertência em de seus excelentes escritos, sobre esse tema que tenho abordado, ele comenta: "Nestes dias de engano em larga escala na igreja cristã, com muitas vozes e manifestações, todas reivindicando serem de Deus, é essencial, como nunca antes, que façamos a distinção entre atividade da alma e atividade espiritual, para nos mantermos livres dos enganos do maligno"

Atividades sobrenaturais, mensagens oriundas de espíritos enganadores, falsos profetas e falsos mensageiros espirituais, tem invadido o mundo religioso evangélico. A vantagem do inimigo em promover falsas profecias, falsos milagres e promover obreiros fraudulentos,  está na falta de discernimento entre dentro da cristandade de hoje.

Embora nossos dias sejam marcados por grande engano, como ensinam de forma tão concisa as escrituras, o descuido com relação a isso é muito obvio. Quase todos que conheço, e professam a fé cristã são ingênuos com relação a esse assunto. Comportam-se como se a imitação e a falsificação não existisse no meio religioso, mesmo entre aqueles que creem piamente num estilo de vida cristã mais conservadora. Infelizmente isso dá uma vantagem muito grande para o enganador e arqui-inimigo, o diabo. Devemos tomar cuidado, pois de outra forma, o engano que bate a nossa porta, pode entrar como se fosse um enviado especial do céu, quando na verdade sua origem está nas trevas do engano.



Leia as seguintes passagens:1Tm 4.1-3; Mt 24.4,5,11,24; Mc 13.6; 2Ts 2.8-11; 1Jo 2.18-26; 4.1-6; 2Jo7; Ap 13.13-14; 19.20; 2Tm 3.13; 4.3-4; Lc 21.8.

Pr Clavio J. Jacinto

Revelação e Rendição


Pela revelação conhecemos DEUS, pela rendição conhecemos Sus caminhos.

Warchman Nee

Semeadura


segunda-feira, 25 de julho de 2016

Sobre Felicidade



Três coisas precisa o homem para ser feliz: a benção de Deus, Livros e amigos.

Henri Lacordaire

Fidelidade e Sobrevivencia Espiritual


Nunca digas que Deus é tudo e está acima de tudo, quando voce não o serve com fidelidade, e não o ama com sua entrega incondicional. Quando você  é desobediente, não é Deus quem é tudo, é seu ego. Ninguem pode servir a Deus com fidelidade, rebelando-se contra os mandamentos dEle.

Clavio J. Jacinto

Pregação e Unção

Sem plenitude espiritual, sem a presença poderosa do Espirito Santo, um pregador por mais preciso que seja no seu labor de expressão, poe mais lapidado que seja teologicamente, jamais poderá pregar um único sermão com poder, graça e unção.


Clavio J. Jacinto

Guerra Civil Espiritual




Nesses dias de grande confusão e falta de amor, as famílias de um modo geral vem enfrentando novas formas de conflitos. Chamo isso de guera civil espiritual entre famílias. Há um desacordo entre os homens, e isso se infiltrou entre as famílias. a falta de entendimento, as contendas e os conflitos demostram que o diabo estabeleceu-se entre o berço e a mesa. Já não há mais lares cuja a paz e a harmonia reinava entre seus integrantes. A guerra civil familiar é antiga, vimos como Caim se levantou contra Abel e matou seu irmão, praticando assim, o primeiro homicídio na historia da civilização. mais tarde vimos como a família do  rei Davi foi alvo da investida dos espíritos rebeldes. Porém vimos que isso hoje ganha proporções muito mais dantescas. Estamos vivendo a era do desentendimento. famílias são dilaceradas, o divorcio ganhou proporções numéricas assustadoras. A juventude tornou-se mais delinquente. O lar de muitos tornou-se um verdadeiro campo minado.

Preocupa-me como essas guerras familiares, acontecem por motivos que nos permite concluir,  sejam a falta de valores, como aplicações dos princípios morais das escrituras.  Perdão, comunicação, o exercício do afeto, a compreensão, a ajuda mutua, já não são valores intensos entre os membros da família moderna. em muitos casos, o lar é um casulo onde impera o anonimato. Onde todos mergulham num mundo individual e virtual. O colapso da família pode ser o colapso da humanidade. Poucos percebem esse risco.

A avareza, o egocentrismo e a frieza são fatores normais hoje dentro da família.  Ora, isso é um sinal claro, que, uma vez que as bases da família esteja corrompidas, o diabo usa isso como vantagem para derrubar e destruir as estruturas da família. Esse é seu grande alvo. E isso está ocorrendo diante de nossos olhos, numa sociedade onde grande parte das pessoas querem confessa a fé cristã.

Uma vez instaurada a guerra espiritual dentro dos lares, o diabo usa as pessoas como fantoches, joguetes de seus vis ardis. E as brechas que o demônio encontra torna-se porta mui eficazes para entrada de legiões. Assim filhos que não se submetem a seus pais, maridos que não amam a sua esposa com tal intensidade como a de Cristo que ama a sua igreja, quando esposa não é submissa ao marido. Quando não existe mais o exercício da piedade, o respeito sagrado, os integrantes da família entram em processo de decadência moral.


Vejamos como hoje o espirito da iniquidade entra por tantas portas que se abrem no seio familiar. A internet pode ser uma ampla porta de entrada da pornografia, enquanto que a televisão vomita dentro dos lares tantas abominações em forma de adultério e toda especie de impiedade. Tudo isso com o consentimento dos pais que deveriam ser guardiães dos seus lares.

Agora, ´permita-me dizer, que se não nos humilharmos, se não liberarmos perdão, se não existir uma especie de percepção pura, algo que faça com que tenhamos um meio eficiente de detectar essa guerra sutil, sofreremos o dano devastador de vermos nossa família ruir. É hora de despertarmos de nosso sono, ele pode ser letal. É hora de unir nossa família para formarmos um pequeno exercito para combater contra as investidas de satanás. E tal atitude precisa ser tomado uma uma medida de urgencia: agora!


Pr Clavio J. Jacinto



Sobre as Ilusões da Vida

A grande tragédia da humanidade é procurar a felicidade em uma ilusão. Porque a ilusão é capaz de embriagar o coração do homem, de tal forma, que na vida de pecado, o iludido , acredita que os prazeres da vida, nunca podem conduzir uma alma por caminhos de perdição.

Clavio J. Jacinto


Sobre Lideres Corruptos

“Quando os que comandam perdem a vergonha, os que obedecem perdem o respeito” 
(De Retz, político francês).

Sobre o Progresso intelectual

“Confessar um erro é demonstrar, com modéstia, que se fez progresso na arte de raciocinar” 
(Jonathan Swift, escritor inglês)


sábado, 23 de julho de 2016

Testemunho e fé cristâ

“Para estar bem com Deus, muitas vezes isso significa ter problemas com os homens”.
A. W. Tozer

Os Dias de Noé e a Nossa Geração


Quando Noé começou a construir a arca e exercer o ministério de pregoeiro da justiça, muita gente ouviu e testemunhou que uma arca estava sendo construída. Havia naquela época uma sociedade festeira, que cultuava a prosperidade e o prazer. Era uma sociedade devota ao consumismo e a festa. Uma sociedade cuja a perversão se alojava no coração. A li estava Noé com uma mensagem radical e com atitudes radicais. não havia motivo para amar o presente mundo, ele estava fadado ao terrível juízo  de Deus, seria destruído. Numa cosmovisão cristã autentica, a visão não pode ser diferente. Pois Cristo afirmou que os últimos dias seriam como os dias de Noé. Nossa sociedade está falida, o mundo está maduro para o juízo, Cristo voltará em breve. Não há qualquer motivo para  amar essa geração perversa e esse mundo pecaminoso. Ter um sentimento de amor pelo mundo e uma paixão pelos prazeres desse pobre mundo materialista, é andar pelo mesmo caminho daqueles que pereceram na época de Noé. Esteja atento a isso...

 Pr Clavio J. Jacinto

Os Falsos Pregadores

 A pregação expositiva das escrituras, com a base fiel de que ela é a autoridade final, já não é mais popular em nosso dia. Creio que a pregação das doutrinas das escrituras e as implicações pessoais que envolvem o lado responsável da pratica da Palavra de Deus é uma afronta para o estilo de vida cristão que se adotou na igreja moderna. A vida cristã autentica nos leva para um combate frontal contra toda a iniquidade e mundanismo. Foi por causa desse confronto que Paulo falou que todos os que quiserem viver em santidade, de acordo com os parâmetros das escrituras, sofrerão perseguições. (II Timóteo 3:12)
Ministros e pregadores do evangelho, trilham o caminho da fama ao invés do caminho da mortificação, o caminho do sucesso e da popularidade ao invés da oposição do mundo e do negar-se a si mesmo. Estão dispostos a pregar o amor ao mundo e a  adoração ao materialismo, pois isso lhe dá muitas vantagens, popularidade, fama, dinheiro, aplausos, presentes, abraços, etc. Não é de admirar que ao contrario de Micaias, os falsos profetas em populares porque tinham a estima daqueles que pagavam bem aos falsos profetas. Acabe por exemplo, reclamava de Micaias, porque este profetizava o que ele não gostava de ouvir.
Há um principio bíblico comum a todos, se você quer ouvir coisas agradáveis, os falsos profetas sempre terão para proclamar. Eis porque o humanismo faz tanto sucesso hoje em dia. Todo falso profeta é essencialmente humanista. Ele centraliza o homem como o foco, a vontade do homem como finalidade, nunca a vontade de Deus.
Lamentavelmente essas são razoes pelas quais parte do povo de Deus é enganado, porque Há ministros que ao invés de proclamar uma pregação sobre dentro de um contexto bíblico, fazem com base do humanismo, filosofias, paganismo, doutrinas de homens, diversas e estranhas doutrinas, incluindo algumas das quais são doutrinas de demônios.(1)
 O evangelho não tem somente o poder de transformar o homem caído, na sua base está a mensagem que confronta o mundo caído. Pregadores não podem fazer adaptações, para tentar atrair o mundo com belas mensagens atraentes. O humanismo ou seja um evangelho centrado no homem, presta mais serviço ao diabo do que a Deus. Mas todas as vezes que a verdade pura o evangelho é pregada, ela vem com um conteúdo desagradável aos ouvidos da sociedade pós-moderna. O home em um pecador fadado a danação eterna, precisa se arrepender, converter-se de seus caminhos de iniquidades e abominações, e viver uma vida santa em toda a maneira de viver e separado do mundo, vencendo as influencias da carnalidade pela mortificação do pecado e o negar-se a si mesmo. Um tele-evangelista ou um pregador popular da mídia que pregue sobre isso, estará fadado ao fracasso, pois nunca terá popularidade. a menos que ele dependa somente da fidelidade a Deus e de alguns poucos ouvintes dispostos a ouvir a verdade, nunca pode se deixar enganar pelas cifras numéricas de ter uma grande multidão aos seus pés, depositando dinheiro em troca de sua mensagem de confronto.
Estejamos atentos ao tempo que estamos vivendo, homens amantes de si mesmo, procurarão por mensageiros do engano, usando a bíblia como pretexto para ensinar a avareza religiosa, ensinar o humanismo sob um rotulo cristão, ensinar teorias psicológicas como a auto-estima, promover o ego humano, centralizar as necessidades egoístas do homem, e enfim se auto promover.
Podemos concluir que hoje em dia temos uma grande multidão interessada um ouvir um evangelho que atenda suas necessidades pessoais e egoístas, poucos estão interessados em saber qual é o plano divino da redenção, reduz-se a poucos aqueles que querem negar-se a si mesmos, tomarem a cruz e seguir a cristo em obediência, ainda que seja ao custo de perder a própria vida da alma.



(1)  Citado em Manual de Ensenanzas Biblicas-Juan Vasquez Ministerio Ebenezer

Clavio J. Jacinto

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Sobre Oração Fervorosa


Orar é lutar intensamente, é clamar intensamente, é chorar intensamente, é agonizar intensamente, só se ora de verdade, o ego se quebra completamente, é tremer diante do Deus Todo Poderoso e sentir intensamente a Sua santidade diante de nossa insignificância.

Clavio J. Jacinto

Sobre Pregaçao Verdadeira



"Se você quer ser popular, pregue a felicidade. Se você quer ser impopular, pregue a santidade."
Vance Havner 

As Marcas de um Cristianismo apostata

“Eu considero que os principais perigos que confrontarão a igreja do próximo século será a religião sem o Espírito Santo; cristianismo sem Cristo, perdão sem arrependimento; salvação sem regeneração; e céu sem inferno”.
William Booth

Um sentido Para a Vida


A vida é um caminho misterioso, tão cheio de coisas difíceis de decifrar, é um longo caminho para alguns e curto para outros, mas em em todos os casos ele é um caminho breve.

A grande busca do homem é achar um sentido para a vida, é uma busca em meio as turbulências da brevidade. O homem não encontra um sentido exato olhando para si mesmo, também não o acha, olhando para a própria vida.

As janelas da existência são ofuscadas por coisas perecíveis injetadas dentro de nós. Nossa visão além de limitada, também é obscurecida pela maldade, que como uma nevoa densa, se expande por toda a civilização.

Em meio a esse caos filosófico, lá no fundo do coração, o homem anseia a imortalidade, mesmo que seja por meios mecânicos e científicos, ele sonha com uma aurora que proceda outra aurora em uma infinidade de seculos. Essa é uma ideia que se enraizou no espirito humano desde tempos imemoriais.

Albert Camus, aquele escritor estranho, com suas idéias mundanas disse : "A existência humana é um perfeito absurdo para quem não acredita na imortalidade". Ele é o grito do homem incrédulo, século após século. Então, na plenitude dos tempos, o verbo que se fez carne, faz um eco evangélico, ao anunciar a todos: "eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida" (João 14:6)

Um cristão com idéias profundas, atento a revelação do Cristo redentor confere as palavras de Camus e diz: A existência de Cristo é um perfeito meio de acreditar que a vida tem um sentido imortal para cada ser humano que crê e serve incondicionalmente a Ele.


Clavio J. Jacinto

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Zac Poonen legendado Português: Por que o Sermão da montanha é importante.

Zac Poonen legendado Português: A verdadeira Santidade

Sobre Amor


Uma Geração Condenada


A cultura moderna é extremamente toxica, ela promove o abominável e doce vinho da Babilônia, e nós cristãos precisamos vigiar muito, porque agora já não é mais tempo de compactuar com essa geração perversa e corrompida. (Leia Filipenses 2:15)

Clavio J. Jacinto

A Razão da Vida


Autor: Anonimo

Footer Left Content