terça-feira, 31 de maio de 2016

A RENOVAÇÃO DA ESPERANÇA


O Mundo e a Igreja

Hoje o mundo luta contra a verdadeira igreja, o mundo tenta contaminar a verdadeira igreja, o mundo persegue e mata os membros da verdadeira igreja, o mundo despreza a verdadeira igreja, mas muito em breve a verdadeira igreja vai julgar o mundo (Inspirado em I Corintios 6:2-Clavio J. Jacinto)

A Visão e a Revolução



A vida cristã coerente, é a vida cristã pratica. Uma vida em que todas as áreas da nossa vida são santificadas e consagradas ao Senhor.
 Isso é difícil porque requer o negar-se a si mesmo em todo o tempo, e manter um relacionamento sadio e intimo com Deus. A piedade com poder tem um preço alto, porquanto estamos vivendo sob a influencia de um mundo corrupto e numa esfera onde o pecado tem predomínio. Não é facil ter uma visão de fé e verdadeira espiritualidade nesse sistema caído. A chamada de Abração, a saída de Moisés do Egito, a vida de abnegação de Cristo, são exemplos claros do que  estou falando.
Nós precisamos partir para a direção da coerência, de forma prudente e corajosa. o Caminho da intimidade com Deus é um caminho solitário. Isso faz me lembrar de Enoque, isso me faz lembrar de Cristo que atravessava noites inteiras em fervorosas orações longe da sociedade e perto de seu Pai. A nossa vida precisa de uma direção, porém temos que antes ter visão espiritual. de nada adianta uma direção se não temos uma visão. Eis o que precede um bom caminho: uma boa visão espiritual. Sem isso, não veremos a glória de Deus, não veremos o resplendor da esperança cristã. Sem uma visão espiritual, não podemos contemplar as manifestações múltiplas da providencia de Deus.
 A importância de uma visão pode ser a grande diferença no nosso caminhar, Davi viu um grande desafio, quando olhou para Golias, mas não viu ameaça quando olhou para Betseba. Golias era um bruto, mas a face de Betseba era suave. Golias assustava com a sua aparência, mas Betseba, tinha uma aparência atraente. Então Davi vai ao encontro de Golias e tem uma vitoria, mas vai ao encontro de Betseba e sofre uma terrível derrota. É isso que a visão produz. a visão espiritual é de suma importância para a vida espiritual. Nunca podemos nos enganar, o discernimento é próprio de quem tem visão espiritual equilibrada. Somente que está apto para se alimentar de mantimento solido tem a aptidão de discernir o bem e o mal.
 Moisés está no deserto. sua fuga é o caminho da contemplação. A criação de Deus torna-se fogo diante dos olhos de Moisés, ele olha para o céu noturno na imensidão do seu próprio deserto. Ele contempla as estrelas de fogo. elas brilham, anunciam a glória de Deus. Nosso coração se abre diante do infinito glorioso, e então a sarça seca brilha. Seu aspecto incandescente chama a atenção de Moisés. Primeiro ele olha, tem percepção de que a sarça ardia, mas o fogo que estava ardendo não consumia a sarça, primeiro ele viu, depois ele compreendeu e depois ele se relacionou com Deus. há um progresso na revelação espiritual.
Quando o homem tem visão espiritual e procede conforme a revelação que Deus lhe dá, ele torna-se um revolucionário. poderíamos resumir a vida cristã desse modo:

Quando um homem tem visão, mas não tem ação, ele é apenas um visionário
Quando um homem tem ação, mas não tem visão, ele é um desequilibrado
Quando um homem tem visão e tem ação, ele é um revolucionário.

A revolução espiritual começa quando nossa visão espiritual é aguçada, nossa percepção sobre a gravidade do pecado é profunda, nossa percepção sobre a santidade é profundo, nosso relacionamento com Deus é profundo, nossa vida de oração é profunda. Nada torna-se superficial para quem tem visão espiritual. Da visão espiritual profunda vem a revolução espiritual que conecta com o sobrenatural que procede da presença e do poder de Deus.


Amem


Pr Clavio Juvenal Jacinto

A Calma e a Tempestade

A calma que nos faz dormir pode ser mais fatal do que a tempestade que nos mantem acordados.

W. Plumer

Espiritualidade e Emoções

É falso o cristianismo que dá emoções profundas encima de uma espiritualidade completamente superficial(Clavio J. Jacinto)

segunda-feira, 30 de maio de 2016

A Santidade Perfeita de Deus

A santidade de Deus é tanto positiva como negativa e implica a possa de toda a bondade e a ausencia de toda maldade.

Wiley-Culbertson

Biblia: O Livro Maravilhoso




Considerações básicas a respeito das Santas Escrituras usando o bom senso. Embora os inimigos das escrituras rejeitem o livro sagrado, pela força da incredulidade, há de forma clara razões que um coração iluminado pela lógica não pode ignorar


Primeiro. Considerando que a Bíblia seja um livro tão antigo, ainda mesmo assim ela é completamente atual, pois tem poder sobre todas as geração, e transforma o caráter de uma pessoa em qualquer época. As escrituras é como um farol sobre a humanidade, e sabemos pelo bom senso que o homem sempre precisou da luz.

Segundo. Da biblia emana um grande poder de inspiração, e isso pode ser observado claramente a partir da musica, da poesia, a arte, da teologia, da poesia etc. Quem pode negar isso? abra as paginas dos seculos e veja quantos músicos, poetas, filósofos, pensadores, misticos, escritores e teólogos foram influenciada por ela. Dela emana um grande potencial de inspiração.

Terceiro. A bíblia é um livro de confrontos. Ela é capaz de trabalhar com o cerne da questão humana e ir no mais profundo do coração do homem. Mostra a malignidade e a bondade das pessoas, ela funciona como um espelho, que reflete a condição humana. Há em nós e em toda uma criação o lapso do porque as coisas acontecem como estão acontecendo,e dá uma resposta boa resposta a isso.

Quarto. A bíblia tem um enorme poder funcional. O salmo 23 conforta, o sermão da montanha transforma vidas etc. Esse poder funcional pode ser observado no estilo de vida de um verdadeiro cristão regenerado.

Quinto. A bíblia resiste ao tempo e resiste aos ataques de seus inimigos. para cada argumento contra ela, existe uma resposta ou uma defesa a altura. Não é de admirar que muitos sábios amem esse livro!

Sexto. A bíblia é um livro que promove cultura. Ora pesquise sobre o impacto que ela teve sobre nações tribos e povos. A bíblia foi traduzida para muitos idiomas, onde não havia escrita, pelas escrituras missionários abriram escolas e através dela trabalharam na alfabetização dos povos. Plea bíblia, milhões de títulos de livros já foram escritos entre devocionais, enciclopédias, dicionários passando por uma gama variada de temas. Quantos milhões de exemplares de livros, revistas e literatura já foram escritas pela influencia da bíblia. Só o numero de teologias sistemáticas existentes na língua portuguesa, creio um homem gastaria a sua vida toda e não leria todos os títulos disponíveis...isso é extraordinário!

Sétimo. A harmonia documentaria e atemporal. na questão documentaria, vimos como Moisés escrevendo Gênesis e João escrevendo o Apocalipses, acabam sendo complementares na revelação que se processa entre todos os outros 64 livros. Isso faz da bíblia um livro único e harmonioso. Atemporal, porque ainda que seja tão antiga, as paginas das escrituras progridem num texto que se encaixa perfeitamente a qualquer época, assim vimos como as ofertas de sangue no antigo testamento apenas apontavam para a realidade do Cordeiro e a sua Igreja. Nessa harmonia atemporal, vimos uma característica exclusiva das escrituras sagradas.

Autor Pr C. J. Jacinto




Biblias Antigas Para Pesquisas

Manuscritos de biblias medievais, um verdadeiro tesouro a ser explorado, excelentes recursos para pesquisadores, professores de teologia etc. o Site "A Biblia Medieval" apresenta uma série de manuscritos em espanhol, latim e hebraico, alem de mitos recursos, para explorarmos a biblia, tal como era ela na idade medieval.


http://www.bibliamedieval.es/

Sobre o Homem Espiritual

O homem espiritual é aquele que desprende-se cada vez mais das coisas temporarias e apega-se cada vez mais as coisas eternas.

Clavio J. Jacinto

A Era do Erotismo

Vivemos em uma epoca onde predomina o erotico, pessoas que se dizem cristãs, usam roupas sexy, sensuais, apertadas e curtas. Jesus disse que o desejo impuro é  um aro de adulterio dentro do coração. Assim sendo, cristãos que se vestem de modo sensual, não apresentam aos olhos alheios o caminho da salvação, mas o caminho da perdição.

Clavio Juvenal Jacinto

Entrega Incondicional

Aqueles que não permitem que Deus trabalhe neles, nunca podem trabalhar para Deus

Watchman Nee

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Sobre Vida Espiritual

Você tem que ter fogo se quiser propagar fogo, você tem que ter vida se quiser propagar vida

Moody

Sobre Fraqueza Espiritual

A tática do inimigo é enfraquecer, desde que o crente se torne um fraco, satanás tem maior poder de ação e influencia sobre os fracos.

Ray Stedman

terça-feira, 24 de maio de 2016

Sobre Provações e Tempestades

As vezes Deus acalma a tempestade, as vezes ele permite a tempestade e acalma voce

Bill Johnson

O Espirito Santo e as Escrituras

"O Espirito Santo é o Mestre, a Escritura é a doutrina que Ele nos ensina"

François Turrentini
Compendio de Teologia Apologética
Pagina 107

Sobre o Estudo Das Escrituras

O primeiro requisito para o estudo das escrituras é um desejo simples e determinado de descobrir o que Deus deseja que voce faça, e uma resolução firme e determinada em faze-lo.

Andrew Murray

A Vida Como Dádiva de uma Comunhão com Cristo


Eu Sou a Vida (João 14:6)


Cristo, Ele mesmo é a vida, Ele não tem a vida, mas ele é o próprio fundamento da vida. A vida é uma pessoa, e se chama Cristo. A vida abundante está em Cristo, o fluir da vida espiritual está em Cristo. A vitalidade espiritual da igreja é o propário Cristo. Em João 15, vimos como o sarmento depende da ligação com a videira verdadeira. Sem a seiva espiritual, não existe frutificação. Então precisamos entender que a vida tem que ter o poder de frutificar. Aqui está a base da verdadeira espiritualidade. ela é um relacionamento com a matriz da vitalidade, e essa união com o Cristo que é a vida, faz com que exista em nós o poder de uma vida que frutifica. A verdadeira vida é frutífera. Sem essa produção, não podemos dizer com certeza se emana verdadeira vida. Podemos experimentar um tipo de vida estéril, ela pode ser uma vitalidade falsa, talvez uma ativação de poderes da alma, algo que se desperte na nossa psique, mas isso não produz frutos. Porque o fruto do Espirito Santo só é produzido quando nosso espirito esta em plena comunhão com Cristo, através da presença do Espirito Santo dentro de nós. A transmissão da seiva da videira vem pela presença do Espirito Santo. Essa efusão de vida acontece quando existe um relacionamento com o Senhor. A videira não depende dos ramos para viver, os ramos dependem da videira. Nossa união com Cristo é a união com a própria vida. Esse relacionamento com Cristo é um relacionamento com a própria vida. Um cristão que está em plena comunhão com Deus flui vitalidade em abundancia. a vida é o contrario da morte. o homem espiritual não anda nos níveis e nos setores da morte. Ele segue pelo caminho da ressurreição, seu contato é com Aquele que transmite vida plena. Agora veja bem. A morte é o contrario da vida, a vida também combate contra a morte, essa morte que falo ela atinge vários níveis, mas ela é no seu cerne, separação e esterilidade. Separação da vida divina, separação da seiva divina. Cristo sendo a vida, faz com que o poder da vitalidade seja transmitida sobre nós. Nossas orações podem transmitir vida, nossas pregações e nosso testemunho podem transmitir vida, quando estamos ligados na videira verdadeira. Vivemos essa realidade? ou apenas vivemos uma vida mediocre, um sistema religioso maquiado por liturgias e ornado por praticas superficiais? Sem um relacionamento continuo e profundo com o Senhor, não podemos receber vida, e se não podemos receber a vida, não podemos distribui-las aos outros.

Clavio J. Jacinto



Alimento Sólido e Vida Cristã


Aquele que estuda com diligencia e pratica as escrituras come maná
aquele que ouve um sermão expositivo de um ministro fiel come pão, aqueles porém que ouvem auto ajuda, teologia da prosperidade, truques psico-emocionais, reteté e evangelho sem cruz, bebem de cisternas rotas que fluem leite falsificado. O que voce ouve vai produz vida eterna ou morte eterna. Escolha certo pra não sofrer decepções...(Clavio J. Jacinto)

Sobre Disfarces e Falsidades

Tão certo como é falso, aquele que se veste de ovelha mas por dentro é lobo devorador, também é falso aquele que diz que é ovelha por dentro mas se veste de lobo por fora. A natureza santa é incompatível com a natureza impia, não importa se o disfarce é por dentro ou por fora. (Clavio J. Jacinto)

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Eternidade



A eternidade para os santos é um dia que não tem por sol, A eternidade para os impios é um dia que não tem nascer do sol


Thomas Watson

Santidade e Sensualidade

A sensualidade danifica o testemunho da santidade

C. J Jacinto

A Dor Humana Entre os Lírios


O sol nasce sobre as incertezas do homem
Uns se alegram e outros choram
Uns com esperança outros com falsa esperança
Aludem a vida o milagre egoista

O Homem se apega ao mundo vão
Como a agua se apega ao gelo
Como a erva se apega ao solo
Esperam da vida dias melhores

A Vida é um campo de batalha
Onde a dor pode ser esconder no brilho
Da foice da morte
A luz da razão não ilumina todo caminho

A vida é um céu com estrelas e tempestades
Recebemos bens e recebemos males
A replica da severidade
É contornar tudo com um faz de conta

Eu ouvi más noticias hoje
Pessoas doentes e pessoas que morrem
Uma após outra seguem um destino aqui
Como a erva breve no campo 

Deus que acendeu um farol
Nos turbilhões de uma existencia caótica
Espera que organizemos nossa bagagem
Porque a fronteira é apenas um segundo

Quando olhamos para a pagina da dor
A luta que o homem sofre em vida
O sal e o açucar misturados ao espirito
Que gosto tem a vida?

A vida é um caminho de lagrimas
Onde cada ser humano luta 
Com os seus próprios sentimentos
Até encontrar uma sentido de ser

Deus concede a graça de outra vida
Mais sublime, porque foi uma conquista de dor
Uma cruz transpassou a dadiva
Uma gota de orvalho celeste imaculado

Quando na dor, o homem descobre
A outra dor, a dor de Deus
Relembrando do descanso de tres dias
E um triunfo sobre todo o sofrimento

O homem iluminado
Deseja deixar essa tempestade perene
Porque há uma outra vida, elevada
Onde a dor não mais alcança

Entre os lirios do jardim da vida
Uma semente brota do coração divino
Quando o homem sofrendo sente esse perfume
Quer ser podado pelo jardineiro...


Clavio J. Jacinto




O Evangelho de Paulo

Paulo nunca glamorizou o evangelho, o evangelho de Paulo é um evangelho ensanguentado, é um evangelho de dor, é um evangelho de sacrificio

Leonard Ravenhill

A Sabedoria em Cristo

Jesus Cristo é a exegese final de toda a verdade, Ele é tudo o que precisamos saber sobre Deus e Ele é tudo o que precisamos saber sobre os homens

Ian Thomas

sábado, 21 de maio de 2016

A FÉ QUE RESPLANDECE

A fé que não resplandece naqueles momentos mais escuros de uma adversidade, não é uma verdadeira fé

Clavio J, Jacinto

Vida Abundante

O Mel faz-se com muitas flores

A. D. Sertillanges

Confiança em Deus

Você nunca experimenta os recursos de Deus, enquanto não tenta o impossível

F. B Meyer

A Glória Perdida e Restituida



Destituídos da glória de Deus (Romanos 3:23)

A condição humana em Adão é uma condição de separação daquilo que é celestial. Isso é uma condição terrível, mesmo que tenha percepção de uma esfera além do terreno, isso abrange somente a esfera de um mundo espiritual caído.
A Unica via de restituição é a revelação, e assim Deus fez. Sobre esse fato repousa a importância do Verbo se fazer carne. A doutrina de Cristo, a chamada de Abraão, a chamada e o ministério de Moisés. A Ação de Deus é por meio de revelação. Desde a queda o homem saiu completamente do nível espiritual e tornou-se completamente terreno. Destituídos da glória de Deus, a religião tornou-se vã.  Havia um lampejo de gloria que ainda brilhava na consciência do homem primevo, por isso, Abel ainda ofereceu um sacrifício mais excelente. Porem a escuridão espiritual prevaleceu em todos os setores das sociedades primitivas. A glória de Deus desapareceu do mundo, a escuridão trouxe um diluvio universal. A saga de Noé foi uma exceção na periferia da existência humana. Deus falou com Noé e a ele revelou o diluvio como um juízo sobre toda a humanidade.
 Porem há uma plenitude de tempo, e nessa plenitude a revelação de Deus, manifesta o propósito da redenção. Mas as coisas precisam vir por revelação, ou seja, a religião como um sistema de esforço para alcançar Deus e reatar a comunhão, era um mero agir de um homem caído, que percebia a futilidade da vida sem uma realidade espiritual que o conduzisse por caminhos seguros.
 Na orquestra da criação, a queda foi o rompimento de todos as cordas, na redenção de Cristo, foi restaurado a ordem do plano e do proposito de Deus: conduzir filhos a glória. O que era outrora destituído da glória, passa a receber uma restauração em Cristo e por Cristo, o Senhor.
 Desde então, por meio do sacrifício redentor de Cristo, o homem, criado a imagem e semelhança de Deus, passa a ver a glória pelo evangelho. Essa glória de Deus brilha no mundo com toda a intensidade. Assim como no principio, satanás, o arqui-inimigo de Deus e dos homens, travou uma luta contra Eva, para que a glória de Deus fosse embora, e o homem sofresse a escuridão espiritual. Seu proposito continua sendo exatamente esse: "Nos quais o deus desse seculo cegou o entendimento dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus" (II Corintios 4:4)

Pr Clavio J. Jacinto


sexta-feira, 20 de maio de 2016

Sofrimento e Espiritualidade

Problemas e provações severas não são necessariamente um sinal de pecado, falha ou falta de espiritualidade. Eles são frequentemente um sinal de  espiritualidade e de crescimento que Deus tem de testar e provar, pois somos feitura dEle

John Wright Folette

Os Quatro Jardins - Ravi Zacharias

Poder Espiritual

"A confusão e a impotência são os resultados inevitáveis ​​quando a sabedoria e os recursos do mundo são substituídos pela presença e poder do Espírito." 

 Samuel Chadwick


Humildade

Se em ti houver algum bem, pensa que ainda melhores são os outros, para assim te conservares na humildade

Tomas de Kempis

Santidade

A santidade consiste em fazer tudo o que é correto, debaixo da aprovação de Deus

Anonimo

Ortodoxia Inegociavel

            ORTODOXIA INEGOCIÁVEL



A ortodoxia é irmã  gêmea da sã doutrina. Elas andam juntas, são inseparáveis, e até mesmo podemos concluir que são praticamente iguais em questões teológicas. Na vida cristã, a ortodoxia deve nos levar para a ação, a pratica. tanto interior como exterior. Cristo, O Senhor nos ensinou que os pensamentos, os desejos e intenções são de máxima importância, assim como a limpeza e a ocupação pelo Espirito Santo. (Veja Mateus 15:19, 5:28, 23:26 a 28 e compare com 12:43 a 45). A Sã doutrina uma vez associada com a ortodoxia, deve ter um valor incalculável, cuja importância no vida cristã nunca deve ser diminuída de seu ponto original. A intensidade e dinâmica com que ela foi guardada e defendida no primeiro seculo nunca pode ser perdida, qualquer sinal de frouxidão, é a abertura para a apostasia.
Em uma passagem sobre a abundancia da vida espiritual, Cristo Nosso Salvador instrui de forma clara, que a ortodoxia é uma condição fundamental para a vida abundante, em João 7:38 Ele ensina: "Quem crê em mim como diz as escrituras, rios de água viva  correrão do seu ventre" Ora, entendemos com essas palavras que segundo as escrituras, é sem duvida, conforme o ensino da bíblia sagrada. O Cristo revelado ali, o Cristo divino e histórico, com uma abordagem profunda, nos evangelhos, nas profecias e nas epístolas do Novo Testamento.
 A ortodoxia é o conjunto do plano de Deus na sua revelação, também é o conjunto de seus preceitos, mandamentos, a sua soberana vontade e a sua suprema justiça. A ortodoxia também é o conjunto de doutrinas reveladas progressivamente conforme a economia de deus durante os seculos desde a criação até a consumação de todas as coisas.
 Como a divina vontade expressa, a ortodoxia  pode ser definida dentro do contexto do plano da redenção, Suas orientações didáticas e praticas e a revelação do plano da redenção são a consumação da revelação do Deus verdadeiro e Soberano para a humanidade. é isso que uma teologia sistemática tenta transmitir, é isso o que a bíblia como regra geral tem a transmitir. Podemos entender como as bases dessa estrutura do conjunto geral da ortodoxia está sustentada por verdades supremas e magnificas: A existência de um Deus Santo, Criador e Soberano, a queda e contaminação do homem do homem e de toda a criação pelo pecado, a encarnação do Verbo, o Filho de Deus que desce a esse mundo para realizar o mais sublime ato de resgate, a redenção para  os homens caídos e contaminados pelo pecado, a sua morte terrível na cruz,a sua ressurreição, a sua segunda vinda em glória e poder, o juízo final e a sentença aos impenitentes e a herança dos santos comprados pelo sangue do Cordeiro.
 Intercaladas a essas verdades fundamentais estão outras verdades não menos sublimes. Toda a doutrina tem a sua preciosidade e importância suprema dentro do contexto da economia de Deus.
 Assim como Esaú que não deu valor a sua primogenitura, e isso tinha uma importância magnifica no contexto cultural e espiritual do Antigo testamento, ele então vende a sua primogenitura por um prato de lentilhas, ou como Balaão que com astucia acaba desviando-se dos propósitos do Senhor, negociando o seu ministério profético, levando os filhos de Israel a prostituição, gostaria de "gritar" em palavras: A Ortodoxia é inegociável!
 Infelizmente estamos vendo com intensidade de insensibilidade, que os altares modernos, os chamados púlpitos cristãos, estão servindo para sacrificar mais verdades do que proclama-las. a custo de que?
 Estão negociando a verdade pela conveniência. Digamos que o foco mudou, de diversas formas. O pragmatismo e o humanismo se infiltraram sorrateiramente, e um dos meios mais sutis de infiltração é pela musica. A musica antropocêntrica é extremamente humanista, o foco da necessidade humana deixou de ser o espiritual, agora é o material. A soberania de Deus foi deslocada da teologia, o centro passa ser o homem, um evangelho que anuncia a centralidade da necessidade humana e a função de um "deus servo" que corresponda ao homem, que se incline aos caprichos de um coração egoísta. A religião cristã de movimento emancipado do mundo, como vimos no primeiro seculo, é agora um movimento associado com o mundo e seus valores. negociaram a sã doutrina. Porque? porque o sistema cristão moderno está centrado no materialismo, no impressionismo e no misticismo. Um sistema cujo fundamento é o monetário, a religião cristã movimenta muito dinheiro, e o processo para se arrecadar muito dinheiro é sacrificar toda a verdade para atrair a multidão que não quer ouvir a verdade, engana-las com uma mensagem adulterada do evangelho, a fim de arrecadar somas para que a maquina do imperio religioso funcione. Isso é obvio! A musica cristã moderna é puramente comercial, uma musica dentro de um contexto cultural pode ser boa, mesmo sendo cristã, se fale das aflições ou aborde questões existenciais e nos convide a reflexão, isso não é errado. Mas a musica litúrgica não deve ter outro foco. a musica da adoração, a musica espiritual, nunca pode ser humanista ou antropocêntrica. Mas a adoração está fora de moda e a musica sacra mais ainda. A ordem deve preceder a espiritualidade, no tabernáculo, ficava no átrio, a bacia de bronze e o altar do holocausto, no lugar santo, a mesa e o candelabro e no santo dos santos a arca da aliança. A ordem precede a espiritualidade, Deus não é Deus de confusão mas de ordem.
Sacrifica-se a verdade, por medo. Medo de ficar só, medo de não ter sucesso no empreendimento religioso. Uma vez que a visão sempre se desloca para os resultados. Os fins passam a justificar os meios. Um abismo chama outro abismo, o uso de estrategias e meios incompatíveis com a sã doutrina são usados, com o argumento que funcionam. O resultado é a substituição do pode de Deus pelo poder anímico. A Dinâmica do poder do Espirito Santo é substituída pelo mecânica da alma.

 A enfase no resultado leva a outros desvios. O tipo de mensagem tem que mudar de foco. As doutrinas da graça são substituídas por sermões temáticos de auto-ajuda, mensagens que se encaixem perfeitamente aos desejos do homem caído. Negocia-se a doutrina da cruz,ela não é mais uma demostração da gravidade do pecado, agora passa a ser somente uma demostração do grande amor de Deus pelo homem. Todo o teor do juízo é tirada dela, ela não é mais um simbolo de maldição, a cruz para o evangélico moderno é mais um simbolo de amor. Porque essa troca? porque isso não ofende o pecador. A verdade ofende, a verdade divide, a verdade confronta, a verdade do evangelho é um desafio constante que afronta a lógica religiosa do homem caído. Pense em João Batista, a verdade para ele era inegociável, sua ortodoxia pode ser classificada na modernidade como intolerante. Ele denunciou um pecado, e o contexto era claro, envolvia gente que tinha dinheiro, influencia e poder. Mas isso não foi motivo para João Batista temer ou usar de conveniência, tentar de alguma forma acariciar o pecado de adultério, porque um confronto poderia colocar em risco a sua própria vida. é isso que eu chamo de ortodoxia inegociável, João Batista tinha, Elias tinha. Num momento crucial, onde a solidão batia na espiritualidade de Elias, ao ponto de não acreditar existir mais fidelidade entre seus conterrâneos, O Senhor declara ao nobre profeta que ainda existiam fieis a ortodoxia, gente que não negociou com a apostasia "Também deixei ficar em Israel sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda a boca que não o beijou"(I Reis 19:18) Não importa as ofertas e  as vantagens que Jezabel oferecia, permanecer firme na verdade, em epoca de apostasia total é um grande desafio ao caráter e a fé.
 Assim também vimos como a postura dos três amigos de Daniel é digna de ser imitada. Novamente estava em jogo a própria vida. Isso significava um "adeus" as vantagens que eram oferecidas a todos os que eram fieis ao monarca babilônico. O confronto era de rigor mui elevado. A fornalha era a sentença para os que não quisessem trocar a fidelidade a Deus pela fidelidade ao monarca babilônico. porém a percepção espiritual aguda daqueles três jovens o levaram para uma atitude radical, não se prostraram diante da estatua. A imagem se acende no nosso coração, multidões aos milhares, todos prostrados em reverencia e adoração, diante daquela gigantesca estatua. Porem havia três que não negociaram a ortodoxia, mesmo diante da morte como sentença.

 A verdade tem o custo do sangue de Cristo, muito mais precioso do que salários ou cargos eclesiásticos. A sentença da cruz não se adapta ao glamour ao conforto e a luxuria da religião materialista. A obra da cruz não pode ser rebaixada a estrategias de marketing, negociar as coisas santas e cometer prostituição espiritual. Desde a era primitiva, onde a igreja vivia no poder e na consolação do Espirito Santo, ecoa essas palavras: "Tu porém prega o que convém: a sã doutrina" (Tito 2:1) O poder do Espirito Santo não pode ser substituída por técnicas de persuasão ou a arte da retorica, a consolação do Espirito Santo e os conselhos de Deus são incompatíveis com a psicologia. A religião materialista negocia com coisas materiais. Os servos de  Mamom, seguem o mesmo caminho da duplicidade do povo de Israel, quando estavam em franca apostasia."Assim temiam ao Senhor, mas temiam serviam aos deuses, segundo os costumes das nações, dentre as quais tinham sido transportados" (II Reis 17:33)


Que o Senhor nos ilumine nesses tempos de confusão e trevas espirituais

Pr Clavio J. Jacinto

quinta-feira, 19 de maio de 2016

O Fugitivo




Se puder fugir
Fugirei da vida
Para o caminho da esperança

Se puder fugir
Fugirei da vida
Para o caminho da fé

Se puder fugir
Fugirei da vida
Para me esconder na terra do amor

Mas se a fé fugir de mim
Se a esperança for embora
Se o amor sair desconsolado

Já não terei mais 
Para onde fugir
Dessa vida.


Clavio Juvenal Jacinto

Intelectualidade e Ignorancia

❝Vivemos dias em que as pessoas ouvem com seus olhos e pensam com seus sentimentos. Este é o meio que as pessoas absorvem ideias hoje.❞

Ravi Zacharias

O desafio de Cada Dia

Cada novo dia vem com novos desafios, os confrontos chegam. Precisamos tomar pequenas decisões certas, para que o nosso progresso seja mais favorável.

Clavio J. Jacinto

A Habitação da Verdade

A verdade não encontra uma habitação verdadeira, onde o engano ainda tem um espaço para viver.

Clavio J. Jacinto

Oração e Sabedoria

A vida intelectual consiste em pensar muito bem, mas a vida espiritual consiste acima de tudo, em orar mais ainda.

Clavio J. Jacinto

Brevidade da Vida

Ha uma lição em cada flor que desabrocha, e no desaparecimento de cada uma delas: e estas são as lições: a vida tem momentos de alegria, no entanto ninguém permanece para sempre nela

Clavio J. Jacinto

Sonhar ou Lutar

A Diferença entre sonhar e lutar, é que sonhando posso estar dormindo, mas lutando, com certeza estarei em um campo de batalha

Clavio J. Jacinto

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Sobre Defeitos Alheios

Olhar para os defeitos dos outros e ignorar os próprios defeitos, eis o maior de todos os defeitos.

Clavio J. Jacinto

A Vanglória do Mundo

...Pois toda a glória humana, toda a glória temporal e toda a grandeza mundana, comparada com a vossa eterna glória, não passa de vaidade e loucura..."

Tomas de kempis

O ENGANO DOS FALSOS PROFETAS





A cautelai-vos, porém, dos falsos profetas  Mateus 7:15

Cristo, nosso Salvador, advertiu sobre o surgimento de falsos profetas. Enganadores com uma missão especial de desviar as pessoas da verdade, conduzindo-as ao erro e a perdição. Os falsos profetas seriam os arautos da apostasia, apóstolos do erro. 

Hoje vivemos dias de confusão, sabemos que a confusão não é promovida pelo Espirito Santo. A ordem espiritual das coisas santas, são a justiça, a ordem, a elevação da verdade e o combate ao erro. O que testificamos em nosso dia não é uma obra do Espirito Santo, mas uma obra de grande confusão. Isso não pode ser proveniente de uma obra divina.
Os falsos profetas serão uma especie de proclamadores de confusão, uma série de pseudo cristãos, multiplicados em série nos últimos dias.
 O poder do engano serás tão profundo, que a falta de discernimento e a falta de conhecimento da palavra de Deus, poderá ser uma condição terrível de fatalidade, nesse tempos de trevas. Gostaria de sinalizar alguns itens. Elementos sinalizadores que apontam para os falsos profetas. Há sinais e vestígios que denunciam a falsa identidade dos falsos profetas.


1- O DISFARCE. Essa é o principal causa do fácil engano. Os falsos profetas possuem a imagem de cordeiros. Por dentro eles são lobos devoradores. Aqui está uma questão de discernimento. Só se conhece uma pessoa quando se convive com ela. Quando se descobre suas intenções que vão frutificar em seus atos. Pouco tempo atrás, em certa denominação houve uma divisão, por causa de certo individuo que entrou de forma sorrateira, enganou com palavras suaves, mas no seu coração estava o principio da rebelião, ele enganou e levou grande parte da congregação consigo. Assim como satanás, seus emissores enganam pelo disfarce. usando títulos, comportamentos artificiais e palavras suaves, e até mesmo usando poderes misticos, para se apresentarem como espirituais. Tome cuidado!

2-OS FRUTOS. Jesus ensinou que só conhecemos a arvore pelo seus frutos. O fruto não é uma ato instantâneo de uma arvore, mas um processo. Precisa de tempo. Plantei um pé de cerejas lá em casa, ainda não deram os frutos. O processo é lento. Uma intenção pode ficar escondida muito tempo dentro do coração. É difícil de descobrir o que se es conde lá nas profundezas da alma humana. a verdadeira identidade de um falso profeta pode ficar escondida nas profundezas de seu próprio ser, porém mais cedo ou mais tarde, as verdadeiras intenções aparecem. São os frutos. ou seja, são suas ações e suas intenções. 

3- A DUPLICIDADE- A técnica mais eficaz de um enganador, e trabalhar para ganhar a confiança de alguém ou de um grupo de pessoas, e só depois de ganhar a plena confiança, ao ponto das vitimas não mais questionarem ele, é que suas verdadeiras intenções irão aparecer. Um misto de ética e devassidão pode ser visto no ministério de Balaão, esse é um exemplo claro. Primeiro ele se parece integro, bom, temeroso e piedoso, mas depois engana e promove a ruína.

4- O EGOCENTRISMO- Enquanto Jesus promoveu uma liderança serviçal, sustentada pela humildade e a mortificação dos desejos carnais, a cristandade atual sustenta um sistema de opulência, glamour, conforto e intolerância, o orgulho e o sistema de hierarquias domina o mundo religioso. O homem quer o estrelismo, quer a fama, o sucesso, os aplausos e a glória dos homens. Me desculpem, mas vejo a liderança das igrejas modernas girando em torno desas coisas. O egocentrismo é a tendencia de ser o centro, numa linguagem popular "ser o cara!" mas quero vos lembrar que aquele que quis usurpar o trono e roubar a glória de deus caiu como um raio!(Lucas 10:18)

5- A AUTOPROMOÇÃO- Em Ezequiel 22:26 a 31 vimos como a denuncia do profeta contra os falsos profetas tinha um cunho estritamente material e mistico. Eles usavam o exercício de um pseudo ministério profético para satisfazer a ganancia, a avareza era uma marca comum, faziam violência aos pobres, falavam em nome do Senhor, mas não recebiam nenhuma palavra por parte de Deus.  O proposito desse engano era a satisfação pessoal e a destruição das almas. É certo pensar que um profeta aos moldes bíblicos não trilhava o caminho da fama, mas da perseguição, não andava pelo caminho das riquezas mas pelo caminho da renuncia, não andava pelo caminho da glória, mas pelo caminho da humildade, Deus nunca levantou profetas para falar ao povo coisas que eles queriam ouvir, pelo contrario, Deus sempre enviou os verdadeiros profetas para que estes falassem o que os homens precisavam ouvir. eram sempre os falsos profetas que realizavam o oficio  de proclamar através de um engano ardil, as palavras que os homens desejavam ouvir.

6- A PROMOÇÃO DA LIBERTINAGEM. Jeremias chama os falsos profetas de adulteros(Leia Jeremias 23:9 a 40) eles era os promotores de uma vida vulgar, promovem o força dos pecadores. Quantas vezes vi pregadores misticos, fortalecendo as pessoas no erro. Usando de vãs palavras enganosas, dizendo que Deus se agradava de tal pessoa, sendo que  era um fato que aquela pessoa andava em um comportamento contrario a vida de piedade.  A função do falso profeta é fazer a sua vitima errar. Esse é o propósito: promover a confusão, o engano e o erro. Um verdadeiro profeta, alerta contra o pecado, mas o falso amortece a  consciencia de suas vitimas. O verdadeira profeta faz uma cirurgia através da palavra de Deus, mas o falso só aplica anestesia. Quem denuncia o mundanismo hoje? quem prega contra a libertinagem hoje? quem prega contra o liberalismo? quem prega contra o mercantilismo religioso? Quem promove a santidade e a separação do mundo? aquele que faz silencio e omiti-se de proclamar o que Deus ensina na sua Palavra, sem lucros, mas preparando-se para ser perseguido e desprezado pelo sistema religioso, esse é verdadeiro profeta. Com os outros, tenha cuidado!

7-O ROUBO DA PALAVRA DE DEUS. Quando não furtam a palavra,(Jeremias 23:30) furtam o contexto dela. Omitem-se de anunciar todos os conselhos de Deus. Selecionam as partes mais boas das escrituras, mas omitem-se a proclamar sobre o inferno, idolatria, carnalidade, mundanismo, adultério, avareza, orgulho, fornicação, Juízo de Deus, luxuria, glutonaria, glamour, mortificação da carne, levar a cruz, negar-se a si mesmo etc etc.  Esses assuntos omitidos (e o povo não quer ouvir) ao invés disso pregam sobre saúde, dinheiro, comercio, amor, prosperidade, carros, casas, conforto, experiencias delirantes, recheiam esses assuntos com entretenimento, psicologia e massageiam o ego humano...(Ah! é isso que o povo gosta de ouvir!)

8- A ADULTERAÇÃO DO CONSELHO DE DEUS. (Veja Jeremias 23:36) torcem a palavra, para não dar o sentido exato. essa foi a estrategia do diabo na batalha contra Eva. Jeremias denuncia "Pois torceis as palavras do Deus vivo..." Isso será feito de forma oculta, Pedro fala que os falsos ensinos serão introduzidos encobertamente (I Pedro 2:1) é um processo leviano, e praticamente todos aqueles que não estudam as escrituras com cuidado ou não são conduzidos por lideres que amam a sã doutrina e que se dedicam muito a ensinar todos os conselhos de Deus, correm o riscos de naufragarem na fé.

9- O USO DE AXIOMAS E NOVOS CONCEITOS. Jeremias acusa os falsos profetas de usarem a sua própria linguagem.  Um conceito novo parece dar sabor mistico de revelação espiritual. Desde que uma pessoa prove ter experiencias espirituais, ela já terá a disposição muitos corações crédulos para seguirem ela. Portanto a técnica da linguagem,  a retorica que aborda o fantástico chama a atenção. A fantasia religiosa é um excelente recurso para enganar incautos. A verbalização da emoção
técnicas psicológicas, o uso de termos complicados ou a aplicação de fabulas imaginarias encima da interpretação do texto bíblico dá um certo ar de misticismo e erudição. As novas revelações se encaixam muito bem nesse contexto. Uma reinterpretação de certos textos, dando suposta proteção aos "ungidos" (nesse caso pastores, apóstolos, profetas, bispos etc) é um exemplo. Outro é a argumentação do "não julgueis" mesmo que de forma explicita se encontre em todo o Novo Testamento escritos que denunciam falsos ensinos, combatem as heresias, relatem  os apostatas, advirtam sobre os falsos mestres e doutrinas de demônios, tudo isso é ignorado, os enganadores e os enganados usam o "amor" como norma de "vida religiosa" mas o verdadeiro amor não compactua com mentira. O amor que tolera o erro e a mentira, não é o amor a verdade, é o amor ao engano.

10-A EXPERIENCIA AO INVÉS DA PALAVRA. Não duvido que muitos falsos profetas tenham experiencias espirituais. a questão é: qual é a procedência dessas experiencias espirituais? Jeremias também fala sobre o os que profetizam com o engano do coração (Jeremias 23:26)  desde tempo imemoriais, o povo está sempre mais inclinado a acreditar em experiências misticas do que na exposição das Sagradas Escrituras. Sei que nem todos reagem assim, mas não há outra explicação para o surgimento de tantas seitas e religiões, senão ao fato de que novas revelações e experiencias misticas enganosas promovem a credibilidade no mundo religioso. Por causa da experiencia mistica, a igreja moderna tem erguido um altar não para proclamar a verdade, mas para sacrifica-la ao custo de novas revelações que contradizem o que a biblia ensina.


Acautelai-vos disse o Mestre Salvador. Tenha cuidado. Pois Paulo fala sobre os dias difíceis, dias de engano, onde muitos serão vitimas de um engodo espiritual, e o prejuízo é a perda da própria alma


Leitura Complementar: Estude estes textos biblicos:

I Pedro 2:1 a 3
I Joao 4:1 a 6
II Joao 1:7 a 11
II Timoteo 4:3
II Timoteo 3:5
Mateus 24:24
Marcos 13:22
Mateus 7:15



Autor: Pr Clavio Juvenal Jacinto

Duas Classes de Cristãos

A igreja começou com uma maioria de santos que foram martirizados por causa da fé, e termina com uma maioria de carnais anestesiados pelo entretenimento...

Pr Clavio J. Jacinto

terça-feira, 17 de maio de 2016

Didaquê- Download Grátis

O Didaquê é um documento antigo, um dos primeiros escritos pós apostolicos, é um pequena manual doutrinario das igrejas dos primeiros seculos. É um documento essencialmente evangelico na sua forma, muito bom, e nos dá uma idéia de como eram as igrejas naquela epoca remota, faça o download no seguinte endereço:

http://www.crco.com.br/downloads/credos/28.pdf


Tres Aspectos de Cristo

Em Cristo, que é nosso Profeta, Sacerdote e Rei, confluem todos os profetas com as suas lampadas, todos os sacerdotes com todos os seus altares e sacrifícios, e todos os reis com seus tronos e cetros.

Introdução a Teologia Cristã
Wiley Culbertson
Pag 49
Casa Nazarena de Publicações

Riquezas Insondaveis de Cristo

Jesus Cristo e seu amor são um oceano dos mais profundos mistérios e tesouros, Ele é uma mina inesgotavel de riquezas.

T Austin-Sparks

A Verdade vos Libertará

Ser livre, de acordo com as palavras de Cristo "Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará" é desfrutar da liberdade de obedecer aos mandamentos de Deus e fazer a vontade Dele, só quem não é escravo do pecado pode fazer isso(Clavio J. Jacinto)

A Cruz de Cristo

Tomar a cruz de Cristo não é uma decisão feita por um momento, mas um ato contínuo de tomar pequenas decisões que não são favoraveis aos nossos gostos pessoais.

John Henry Newman

A fé apostolica

A fé como Paulo via, era uma vida intensa, que levava o cristão a render-se em obediencia aos mandamentos de Cristo

A. W. Tozer

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Riquezas e Eternidade

Enquanto tens tempo, ajunta riquezas imortais

Tomás de Kempis

Os Três Niveis da Redenção




As escrituras ensinam que se alguém está em Cristo, é nova criatura, as coisas antigas se passaram, tudo se faz novo (II Corintios 5:17). A regeneração começa no espirito do homem, é uma transformação interior, a primeira fase desse processo. O Homem interior precisa então ser renovado dia após dia (II Corintios 4:17). Esse homem interior, é o homem espiritual, seu espirito vivificado perla união com o Espirito Santo, dessa forma, a imagem de Cristo começa a ser processada no homem interno. Seu coração começa a receber das virtudes de Cristo, a natureza divina começa a ser semeada dentro dele. A Obra do Espirito Santo é maravilhosa no interior de um homem transformado. Esse é o primeiro nível. a regeneração, é uma obra divina no espirito do homem. O interior do copo, está sendo lavado pelo sangue da redenção. As matrizes adâmicas estão sendo arrancadas. O Espirito Santo está fazendo do coração, a oficina, e sua missão é trabalhar, formar Cristo no homem regenerado, um novo homem criado segundo Deus em verdadeira justiça e santidade (Efésios 4:24) nesse primeiro nível, o homem que se arrependeu de seus pecados, esta sendo revitalizado, para entrar em uma vida dinâmica, pois a partir desse momento, precisa operar de dentro dele um fluir de vida espiritual(João 7:39). Ainda nesse nível, começa a ascensão do homem, isso tornou-se possível, porque causa do triunfo da cruz. o homem sai do cativeiro do pecado, da maldição do pecado e da vida do pecado, pois ele entra numa nova esfera, e agora precisa seguir nesse trabalho, pois a luz do Espirito Santo se acende no seu espirito, então ele começa uma obra interior pelo poder do Espirito Santo. "Purifiquemo-nos de toda a imundície da carne e do  espirito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus"(II Corintios 7:1) entramos para o nível dois. A casa interior, o espirito do homem precisa estar varrida organizada e ocupada. A ocupação é feita pelo Espirito Santo, que deve morar eternamente no homem interior. É Ele que transmite vigor, faz com que Cristo seja real em todas as esferas da nossa vida, é Ele quem transmite o poder da vida de ressurreição de Cristo dentro de nós. Assim o homem vai entrar em um novo nível, a comunhão com Deus, para ser moldado conforme a imagem de seu criador.(Romanos 8:29) nessa ordem de coisas, seu testemunho resplandece, pois o caráter de um verdadeiro cristão é moldado por uma santidade e uma vida de justiça e integridade. Cristo vive nele, seu ego está mortificado, as potencias psicológicas ou da alma, estão mortificadas ou sob domínio do Espirito Santo. Ele é agora membro do corpo de Cristo, sarmento da videira verdadeira. A seiva, a vitalidade do Cristo ressurreto. Ele, o homem regenerado, nesse nível, desfruta de uma intimidade com o Deus tri uno aqui na terra, mesmo sendo essa, uma esfera tão baixa, Jesus, o verbo que se fez carne, abriu um caminho de comunhão, e Deus Pai com seu Filho amado vem fazer uma morada no homem interior (João 14:23). Nesse nível, a vida celestial daqueles que nasceram do alto, podem trazer os consolos celestes para as esferas terrestres. Há uma comunhão intima e uma adoração em espirito e em verdade, há um culto espiritual e racional, há um novo sacrifício, o louvor e a gratidão que fluem de forma poderosa do intimo do homem transformado. Aqui estão os homens, pelo qual o mundo não é digno, eles são os diamantes espirituais, outrora pedras brutas e sujas alienadas no seio da terra de Adão, mas foram lavadas pelo sangue do Cordeiro, e lapidadas pelo Espirito Eterno de nosso Deus Santíssimo. A obra da cruz, digna de nossa contínua meditação, nosso Bendito Salvador, morreu na cruz, e nos comprou por preço mui elevado.Pela sua misericórdia, nos resgatou com um preço muito alto, não com ouro e prata, mas com o precioso sangue de Cristo. Ainda nesse segundo nível, nosso corpo passa a ser o templo do Espirito Santo, somos chamados a glorificar a Deus nele(I Corintios 6:19 e 20) Entramos para o terceiro nível da redenção, a nossa transformação para a glorificação.  O terceiro nível é ainda futuro e é a consumação final da obra da cruz. Isso já está consumado, devemos viver como uma realidade, embora ainda estejamos no corpo corruptível, é só uma questão de tempo, essa mudança para o incorruptível ela é um fato para todos os regenerados. Paulo assim afirma: "Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, que transformará o nosso corpo abatido para ser conforme o seu corpo glorioso, segundo o seu eficaz poder de sujeitar também todas as coisas"(Filipenses 3:19 e 20). Essa é a nossa glorificação. Cristo foi preparar um lugar, em outra parte nos é dito que seremos transformados (I Corintios 15:52 r I Tessalonicenses 4:17).  Então será o estado eterno, onde nas mais sublimes glórias, nos lugares mais elevados do universo, em uma estado de eterna imutabilidade, os santos terão o desfrute de uma comunhão plena com o seu Criador, o proposito pelo qual o homem foi criado, terá seu mais exato sentido na vida resplandecente das glórias celestiais, Cristo o Salvador Bendito e seus redimidos, na amplidão infinita da eternidade, desfrutando das mais elevadas riquezas espirituais e das mais sublimes belezas e da mais terna felicidade, na eterna cidade, cantaremos e adoraremos nosso Deus que é bendito para sempre "E nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor Deus todo-Poderoso e o Cordeiro. E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado e o cordeiro é sua lampada"(Apocalipse 21:22 e 23) 
Autor: Pr Clavio J. Jacinto

Se você não é cristão e nunca nasceu de novo leia

http://claviojacinto.blogspot.com.br/search/label/Salva%C3%A7%C3%A3o

Um Caminho a Considerar



Eu sou o Caminho...(João 14;6)

Memorizamos a declaração de Cristo, suas palavras são subsídios para um bom sermão evangelístico, mas por favor, considere a declaração de Cristo de forma pessoal. Ele diz ser o caminho, e não ter um caminho. Deve o amado leitor notar que há uma diferença muito grande em ter algo e ser algo. A historia tem um caminho, no drama da redenção e restauração de todas as coisas, tem um caminho. Há um centro onde todas as coisas giram até centralizar tudo em único fundamento existencial, Cristo tudo em todos.

"De tornar a congregar em Cristo todas as coisas, na dispensação da plenitude dos tempos, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra" (Efésios 1;10)

A luta de satanás é que o cristão perca o foco. A visão fique enfraquecida e Cristo não seja o autor e o consumador da fé. Sua imposição na vida espiritual é impor o ego como centro, ou ainda promover outras personagens históricas ou influentes para que  possa competir nesse movimento espiritual que converge de forma funcional para a plenitude dos tempos. Não percamos a visão! Cristo é um caminho pessoal, único, singular e sagrado. Um apessoa sendo o próprio caminho, por isso, um caminho pessoal. Por um caminho natural, andamos, por um caminho espiritual, nos relacionamos. Pleo fato do Caminho cristão ser uma pessoa, um relacionamento com essa pessoa que é o caminho, é a forma mais ortodoxa que existe de se viver o cristianismo. Entender isso é de suma importância.

Assim como Cristo é a própria verdade, a própria vida, Ele mesmo é o caminho. Um caminho é o que conduz. O Objetivo de um caminho é conduzir. Por  si mesmo, Cristo é a via pelo qual chegamos e nos aproximamos de DEUS.

"Tendo pois irmãos ousadia para entrar no santuário, pelo sangue de Jesus. Pelo novo e vivo caminho que Ele consagrou pelo véu, isto é, pela sua carne" (Hebreus 10:19 e 20)

A verdadeira religião é um relacionamento com um caminho, um acesso seguro, uma vereda real que nos conduz para a  matriz de todas as realidades existenciais. A vida glorificada de um salvo na eternidade é a plenitude da existência de um ser. Isso é possível, por causa de Cristo, a vida derramada na cruz é a vida em plenitude, compartilhada com os homens.
 Cristo se faz caminho pela Sua carne ferida, as pisaduras que sofreu, o sofrimento do Calvário, foram necessários, pois de outra forma, não haveria caminho rasgado. A descida de Cristo para a esfera das coisas terrenas, tornou-se necessária. Cristo o Caminho, é a ponte que liga o terreno ao celestial, as regiões mais baixas da criação tem uma ponte, um caminho que conduz as partes mais elevadas da criação, e assim pelo sacrifício de Cristo na cruz, homens pecadores são perdoados e redimidos para serem conduzidos por esse Caminho até os lugares mais elevados da criação. Isso é maravilhoso! isso é fruto da redenção!

"Seguem o cordeiro, para onde quer que vá" (apocalipse 14;4)

Um caminho que é uma pessoa, uma direção que é a comunhão com Deus. Cristo como caminho é um oposto aos caminhos dos homens que só se parecem verdade, porém não podem ser. Há muitas religiões e muitas opiniões que se sistematizaram em organizações, que se apossaram de um conjunto de ideias e então eles dizem: "temos a verdade". Porém essa verdade não é uma pessoa. Esses são caminhos que parecem direito aos homens, mas o fim deles são caminhos da morte (Provérbios 14:12) Há uma diferença entre seguir algumas verdades que Cristo ensinou e  seguir a Cristo como uma pessoa e como um caminho verdadeiro e por ele experimentar as verdades mais sublimes que Ele ensinou. 

O caminho de Cristo, sendo ele mesmo o próprio caminho, tem seus trajetos inclusos na própria vontade Dele. Ora, a nossa comunhão com um Caminho que é uma pessoa singular, nos direciona para uma direção singular. Essa ideia tem um apoio no próprio significado da conversão, no grego epistrepho, significa tomar uma outra direção radical. Uma mudança completa de perspectiva. O conceito claro de termos Cristo como a pessoa que é o próprio caminho, significa andar encima de seus valores e enfrentar as afrontas de um mundo que jaz na escuridão espiritual.

Seguimos as pisadas do Mestre, as marcas no seu próprio corpo, isso significa levar as marcas de Cristo, Ele é um caminho marcado. Seguimos seu exemplo como Caminho e dentro dessa realidade espiritual desfrutamos das bençãos da redenção, e também enfrentamos as dores da separação de uma humanidade caída e adâmica, do qual deixamos completamente para trás.  Para seguir o Cordeiro. Tão majestosa trajetória de um redimido em Cristo, andando por Cristo e em Cristo, até chegar na consumação, na plenitude dos tempos, onde possamos ouvir do próprio Salvador o bendito convite de passarmos da jornada para o destino, onde Cristo que foi como pessoa, nosso próprio Caminho, passando a ser Ele mesmo como pessoa, a nossa própria Eternidade.

Soli Deo Glória

Pr Clavio Juvenal Jacinto


Sobre o Poder e a Função do Espirito Santo

"O Espirito Santo é o agente administrador do Filho glorificado. Ele é o Paracleto, o Advogado, o representante em ação do Cristo elevado. Sua missão é glorificar Cristo, perpetuando seu caráter, estabelecendo seu reino, e realizando seu proposito redentor no mundo"

Samuel Chadwick
O Caminho Do Pentecostes
Pag 8
Casa Nazarena de Publicações

Guarde o Seu Coração

As escrituras nos ensinam a guardar o nosso coração(Proverbios 4:23) com certeza devemos guardar nosso coração das coisas ruins e nunca guardar as coisas ruins no nosso coração(Clavio J. Jacinto)

A Verdadeira Pregação

Hoje enfrentamos o grande dilema, da necessidade de discernimento,para que tenhamos a aptidão de saber quando uma pregação é uma espada cirúrgica que penetra na nossa consciência, ou quando é simplesmente palavras vãs, organizadas no poder da retorica para anestesiar o nosso coração. (Clavio J. Jacinto)

sábado, 14 de maio de 2016

Enfrentando o Mar de Todas as Aflições



A vida é um mar de aflições, todos sabemos disso. As vezes enfrentamos tempos de bonanças, outras vezes encontramos ilhas que são verdadeiros jardins, e portos que oferecem conforto e segurança. Mas a vida é um mar de aflições, as tempestades chegam, tão furiosas quanto aquelas que os barcos enfrentam no mar de Bering. Nuvens negras, ventos fortes e ondas gigantes assolam a nossa alma. O próprio Cristo, nosso Salvador afirmou que no mundo teríamos aflições, e dois momentos radicalmente opostos nos evangelhos e estar sentado comendo um pão milagrosamente multiplicado, com um doce sabor celestial, e o outro é estar em uma cela fria, com as costas feridas, a meia noite, com os pés amarrados, num lugar escuro e fedorento, em uma hora avançada de um fim do dia. No mar das aflições da vida sopra a brisa suave e o furacão, Há o céu estrelado e as regiões abissais. Nesse mar, nossa esperança, nossa fé, nossa confiança em Deus não pode naufragar. Precisamos continuar. As vezes precisamos ter coragem de prosseguir, remar com insistência, quando até mesmo as estrelas se escondem por trás das densas nuvens. O homem não se acostuma ao sofrimento, evita a dor e teme as aflições. Mas elas são inevitáveis para todos os que navegam nesse imenso oceano. Nem mesmo o mais santo homem que passou por esse mundo ficou isento de dores e aflições. Até mesmo o Filho de Deus, em toda a sua doçura e vida imaculada, padeceu as dores e os sofrimentos comuns a humanidade. Todas as vezes que enfrentamos a dor, a tristeza, as provações e as decepções da vida, temos que acender a luz de II Corintios 4:17, e deixar que as sombras das tempestades furiosas sejam iluminadas pelas palavras do Senhor.


"Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente"

Pr Clavio J. Jacinto


sexta-feira, 13 de maio de 2016

Extravagancia ou Humildade

Aqueles que têm um estilo de vida extravagante nunca pode ser testemunhas do Senhor no meio de um mundo de sofrimento.

Zac Poonen

A ONIPOTENCIA DE SEU SILENCIO

A onipotência do seu silêncio


                                        
Cristo em sua paixão foi ridicularizado em várias ocasiões e cada vez a zombaria ocupou um lugar único na sua experiência. Primeiro, ele foi ridicularizado por Israel, seguinte, ele foi ridicularizado pelo mundo pagão, em seguida, por um descendente de Edom, um falso irmão, e, finalmente, por todos eles juntos. Ele foi ridicularizado pelo Sinédrio, por soldados de Pilatos, por Herodes e depois por todos eles como se diante da cruz ....
Em meio a este abuso horrível nosso Senhor estava com firmeza, ficando à mercê dos seus inimigos, que por uma palavra poderia ter destruído eles. Mas ele manteve a onipotência do seu silêncio ...Em seu porte no meio do abuso vil, o Salvador nos deixou um exemplo que devemos seguir os seus passos. Nós não podemos ser fiéis a Cristo neste mundo e evitar reprovação e desprezo, e esta nossa postura deve corresponder, em certa medida à do mestre, quando ele foi tão difamado.
- Frederick S. Leahy, 

Footer Left Content