sexta-feira, 16 de novembro de 2018

COMO FIRMAR SUAS CONVICÇÕES


Em varias passagens das Escrituras, há uma convocação a termos crenças firmes e definitivas( Veja Hebreus 2:1 a 3, Tito 1:9 Efésios 6:14 II Tessaloniceneses 2:15 etc.) Assim a firmeza de nossas convicções é determinada pelo conjunto de crenças ortodoxas que identificam o cristianismo bíblico, é chamado de teísmo cristão, acrescento um termo ao teísmo cristão, para identificá-lo de forma mais coerente, assim, desejo esclarecer que a fé cristã ortodoxa tem sua base sobre o que chamo de teísmo cristão fundamental, para salientar que a dentro da cosmovisão crosta bíblica deve sobressair os fundamentos da fé cristã, tal qual pode ser observado na obra idealizada por R. A. Torrey. O que é uma cosmovisão? Nancy Pearce, no seu livro Verdade Absoluta define: “A cosmovisão é como um mapa mental que nos diz como navegar de modo eficaz no mundo. É a impressão da verdade objetiva de Deus em nossa vida interior” então uma cosmovisão é um conjunto de crenças que sustenta nossas convicções e orienta nossas ações e comportamentos. A fé cristã precisa ser muito bem estabelecida na nossa vinda interior, ela deve ser o baluarte da nossas convicções espirituais.  Ora, sabemos que a fé cristã tem sido mais atacada do que nunca, e é verdade indiscutível, que a fortaleza da verdade torna-se resistente, na medida em que fortalecemos seus fundamentos dentro de nós. Aqui está a realidade: é uma medida de urgência, que estejamos a estar capacitados a responder a todos que pedirem a razão da nossa esperança. Mas isso não ocorre se tivermos convicções fracas e deixar nossa alma vagando na superfluidade da ignorância. Assim se faz necessário que tenhamos sim, uma visão coerente e forte do teísmo cristão fundamental, pois essa é a maneira correta de tomarmos medida contra os ataques a fé cristã, ao mesmo tempo em que tecemos uma proteção segura, favorável as verdades do evangelho que abraçamos. A cosmovisão cristã é um conjunto de pressupostos básicos e fundamentais, suas crenças são objetivas, servem para orientar todo o campo onde se encontra a jornada Cristã e também constrói toda a visão mais ampla que dá um significado coerente para a vida. Assim como a perda de uma cosmovisão coerente como é o caso da cosmovisão cristã, há perdas irreparáveis, James Sire disse: “A lacuna deixada pela perda do centro na vida é como o abismo no coração de uma criança que perdeu seu pai”  assim todo o conjunto de crenças que sustentam uma cosmovisão precisam estar fortemente fixadas no coração, e quando se trata do teísmo cristão, isso é uma solidificação da base pelo qual se sustenta o verdadeiro sentido da vida. Assim, sempre entendi que todos os pontos de um conjunto de crenças que identificam o teísmo cristão, precisam ser fortalecidos pelo exercício intelectual da razão e da lógica, e isso ocorre quando estudamos as doutrinas cristas, quando estudamos a bíblia, quando estudamos as evidencias que corroboram a fé cristã, quando estudamos os valores morais de acordo com a revelação das Escrituras. Há uma necessidade constante de fortalecimento das convicções mediante o exercício do estudo e pesquisas sobre esse assunto. Com base nessa perspectiva, o cristão firma  suas crenças, e dá um sentido muito objetivo para a sua vida e se encarrega de responder com mansidão e temor a todos que pedem razão da nossa esperança. Cada homem tem uma cosmovisão, ainda que seja com tendências completamente seculares para dar suporte a todo o sistema da própria incredulidade, ainda assim precisa dar suporta a todo um sistema de crenças que perduram dentro de seus pontos de vista. Tim Keller com acerto escreveu:  A descrença em Deus é um ato de fé, pois não há como provar que o mundo e tudo o que há dentro dele e sua profunda ordenação matemática e a própria matéria, que tudo isso simplesmente existe por si mesmo como fatos brutos sem fonte alguma que lhes seja exterior. Se a teoria de que Deus existe nos leva a esperar o que encontramos, ao passo que a crença de que Deus não existe não o faz, por que não seguir em frente, ao menos a título de experiência, adotando a teoria de que Deus existe?”(Extraído de : Deus na Era Secular. Como os Céticos podem Encontrar Sentido no Cristianismo)


CLAVIO J. JACINTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Footer Left Content